Blogger vegan volta a consumir produtos de origem animal

Aos 37 anos, Virpi Mikkonen entrou na menopausa. Deixou de lado a dieta vegan, a conselho de especialistas, e reverteu a situação.

A finlandesa tornou-se conhecida pelas suas inovadoras receitas vegan

Facebook / Virpi Mikkonen

A finlandesa Virpi Mikkonen, 37 anos, ficou conhecida pelas suas originais receitas saudáveis, transformando pratos de comida de conforto em alternativas vegan, sem perder o sabor e a sensação de comida de casa. Apesar do regime saudável que seguia, a blogger começou a sentir-se estranha e percebeu que tinha entrado na menopausa, ainda antes dos 40 anos.

A blogger sofreu de menopausa precoce, dado que grande parte das mulheres passa por esta fase da vida na casa dos 50 anos. “Foi algo de gigantesco, pensar que tinha chegado ao ponto da minha vida em que a minha fertilidade tinha parado”, disse Virpi Mikkonen ao “Daily Mail”.

A finlandesa andava sempre cansada, deixou de ficar menstruada e ainda desenvolveu uma grande alergia no rosto. Preocupada, decidiu consultar um especialista em medicina tradicional chinesa, que lhe ofereceu um conselho bastante particular: Virpi Mikkonen devia parar de consumir tantos alimentos crus, bem como incluir novamente na sua dieta produtos de origem animal.

E assim o fez. A blogger não hesitou e voltou a comer ovos ao pequeno-almoço, almôndegas de frango ao almoço e caldos ao jantar. “É incrível. Sinto-me com energia e motivada. Durmo melhor, e tanto as alergias como os afrontamentos desapareceram”, afirmou à mesma publicação, acrescentando que voltou a ter o período.

No entanto, Virpi Mikkonen não ganhou aversão à dieta vegan, muito pelo contrário: “O problema não era propriamente seguir uma alimentação vegan, era fazê-lo com o meu estilo de vida stressado”.

A blogger finlandesa também salientou que “algumas pessoas precisam de consumir produtos de origem animal para se sentirem saudáveis” e afirma que está à espera do momento certo para abordar as alterações no seu estilo de vida nas redes sociais. “Os vegan conseguem julgar muito”, concluiu.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]