Descrever uma perturbação mental e explicá-la em termos que sejam de fácil interpretação a todos pode ser difícil mas Federico Babina, um ilustrador e designer gráfico italiano de 50 anos, parece ter encontrado uma solução simples. Chama-se Archiatric e é uma nova coleção de ilustrações que, como qualquer outra da sua autoria, conta uma história.

São 16 imagens onde o artista dá protagonismo a um sujeito invisível e coletivo — aqueles que diariamente vivem e lidam com doenças do foro mental e se veem incapacitados, seja de que forma for, pelas suas condições.

Para promover o seu trabalho, o artista criou ainda um pequeno vídeo onde as imagens ganham vida, voz e expressão.

Desde a ansiedade à depressão, à demência, ao autismo ou à esquizofrenia, o artista italiano retratou-as todas através da arquitetura.

A atenção ao detalhe e à forma como todas elas influenciam quem as sente parece ser ponto fulcral do seu trabalho, que pode ser consultado na sua página oficial.

16 fotos