Assistentes de bordo da Virgin Atlantic já não são obrigadas a usar maquilhagem

A imagem, principalmente no sexo feminino, é apontada como um dos principais fatores da profissão. Esta medida vem alterar o paradigma.

Além de a utilização de maquilhagem passar de obrigatória para opcional, as assistentes vão passar a contar com um par de calças no fardamento oficial

virginatlantic / Instagram

A Virgin Atlantic, companhia aérea do Reino Unido, retirou da lista de obrigações das funcionárias do sexo feminino a utilização de maquilhagem durante o voo. A esta mudança junta-se ainda a integração de um par de calças no uniforme feminino padrão.

Embora companhias aéreas low cost, como a Ryanair ou a EasyJet, tenham regras menos restritas no que à apresentação do staff diz respeito, a maioria das companhias de voo internacionais continua a seguir diretrizes bastante rígidas na apresentação. Nesse sentido, a Virgin Atlantic aponta esta tomada de decisão como uma “mudança significativa”, segundo cita o “The Guardian“.

No entanto, responsáveis da companhia aérea esclareceram que as novas diretrizes não proíbem o uso de maquilhagem, incentivando a sua utilização quando existir conforto para tal.

Mark Anderson, vice-presidente executivo da Virgin Atlantic, esclarece que se ouviu “a opinião do povo” quando chegou o momento de tomar esta decisão. Anderson acredita ainda que as novas diretrizes vão permitir que a equipa se expresse individualmente no local de trabalho.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]