Passados dez anos da morte de Michael Jackson, o ator Johnny Depp, 56 anos, está a produzir um musical não autorizado sobre a vida do artista da pop. A história será contada através da perspetiva da famosa luva branca de lantejoulas do artista.

“For the Love of a Glove: An Unauthorized Musical Fable About the Life of Michael Jackson, as told by his Glove” [Pelo amor de uma luva: uma fábula musical não autorizada sobre a vida de Michael Jackson, contada por sua luva, (tradução livre)], é o musical escrito por Julien Nitzberg, que afirma já ter tido esta ideia há 17 anos e acrescenta: “Sou conhecido por escrever muitas biografias“. Descreve a peça como: “Uma nova visão revisionista das forças que moldaram Jackson e dos escândalos que o atormentaram”, como escreve o jornal “The Guardian“.“.

As revelações chocantes do documentário polémico sobre Michael Jackson

Julien Nitzberg partilhou ainda, tal como avança o site “Page Six“, que uma rede de televisão lhe tinha pedido para escrever um filme sobre  Michael Jackson, mas que este acabou por ser cancelado, porque o dramaturgo e a rede não concordaram na forma como iam abordar as alegações de abuso infantil contra o cantor. O dramaturgo acabou por recusar a oferta e decidiu escrever a ideia para uma peça de teatro, mais precisamente para um musical com a produtora de Johnny Depp, a Infinitum Nihil, liderada pelo CEO Sam Sarkar.

Para além deste projeto sobre o artista da pop, no início da semana, foi anunciado que o produtor do filme Bohemian Rhapsody, Graham King, adquiriu os direitos para realizar um filme sobre a vida de Michael Jackson — desde a sua infância à sua morte. Para além desta produções, o cantor também é tema central do documentário polémico “Leaving Neverland“, da HBO, lançado no início de 2019 e do musical oficial e autorizado baseado na música do rei da pop, chamado MJ, que vai estrear-se na Broadway no próximo ano.

O musical produzido com Johnny Depp vai estrear a 25 de janeiro, no teatro Carl Sagan e AnnDruyan, em Los Angeles.