A atriz Jane Fonda foi presa esta sexta-feira, 11 de outubro, depois de se manifestar em frente ao Capitólio, em Washington, EUA. A artista americana de 81 anos encontrava-se entre um grupo de 16 pessoas, que protestavam a respeito das alterações climáticas na escadaria do edifício estatal.

Conhecida pelo seu papel ativo em diversas causas, Jane Fonda foi também uma das vozes mais acusatórias da Guerra do Vietname. Décadas depois, a atriz já fez saber que continua a ter a intenção de se manifestar em relação às alterações climáticas todas as sextas-feiras no mesmo local, até ao resto do ano.

Jane Fonda, que foi levada pelas autoridades ao final da manhã de sexta-feira, foi acusada de se manifestar ilegalmente, bem como o resto do grupo que a acompanhava. A atriz acabou por ser libertada pouco tempo depois, mas enfrenta uma multa que pode ir até aos 226€ e 90 dias na prisão, se condenada.

Na manifestação, Jane Fonda fez saber que pretende mostrar solidariedade com outras vozes que lutam pelo clima, tal como a sueca Greta Thunberg, e que vai continuar a fazer esforços para manter o tema vivo. “Temos de ter a certeza de que a crise climática continua a ser discutida. Comecei a sentir que não estava a fazer o suficiente”, afirmou a atriz, citada pelo “The New York Times”.