Os frigoríficos do local de trabalho são guardam em si todo um mundo. Por lá encontram-se sumos etiquetados com o nome do proprietário, frascos com papas de aveia que facilmente se confundem com uma mistura que foi esquecida durante dias, mas também podemos não encontrar o que procuramos — porque algum colega decidiu levar o iogurte que tínhamos trazido para o lanche.

Ora, no meio de tanta coisa, este queijo cottage com ananás acabou por passar despercebido durante um 1 ano no frigorífico do seu local de trabalho. “Comprei-o em 2012. Abri, provei, odiei (sem surpresa, porque tem pouca gordura e um ananás estranho) e deixei-o no frigorífico”, conta Julia Bones ao site “Bored Panda“.

E foi lá que permaneceu: os colegas não cederam à tentação de comer o queijo e foi ficando para trás no frigorífico. Julia também acabou por se esquecer, mas mesmo quando se lembrou do queijo esquecido, este tornou-se uma piada no trabalho e ninguém quis deitar o queijo fora.

Passaram-se um, dois, três anos, até que chegamos ao sétimo ano, altura em que Julia decidiu assinalar a data publicando fotografias do queijo na plataforma Reddit: “Feliz aniversário a este pequeno balde de queijo cottage com ananás — ele sobreviveu 7 anos no nosso frigorífico do trabalho sem ser colocado no lixo! Tirei uma fotografia com ele a cada ano”. Fotografias essas que ficaram virais.

7 fotos

E quanto a cheiros? Bolor? A verdade é que a embalagem foi aberta e passou até da validade. Julia conta que não houve problema com isso: “Mudámo-nos de escritórios este ano e agora temos mais espaço, dois frigoríficos — não há cheiros — e somos uma família feliz. Além disso, toda a gente respeita o queijo, que tem estado aqui há muito tempo”.

O balde de queijo tem um monte de post-it que dizem “não tocar” e toca a gente do escritório obedece. Esta é a única “casa” onde o queijo pode ficar sem que ninguém o coloque no lixo já que, como Julia conta ao “Bored Panda”, o namorado “está absolutamente contra o fato de ficar no frigorífico de casa”.

Até hoje ainda nunca o abriu, mas confessa que tem curiosidade para ver qual o aspeto do queijo passado 7 anos. Continua à espera do momento certo para o fazer ou simplesmente para o deitar fora — que acredita que aconteça quando sair daquele emprego ou quando o queijo cottage chegar ao décimo aniversário.