10 restaurantes que abriram enquanto estava na praia

Vegetarianos, italianos, de carne de canguru ou de francesinhas. O mundo da restauração não para e a MAGG apresenta-lhe as novidades.

A mexican bowl é uma das opções "sem crueldade" — como lhe chamam as donas do Kind Kitchen, o novo restaurante vegan da cidade

Quando a principal preocupação do dia é virar-se mais vezes na toalha para evitar um escaldão, ou decidir se o lanche é bola de Berlim ou um Perna de Pau, é normal que nem se aperceba que o mundo em volta continua a girar. Mas gira, e nesse movimento houve muita novidade a explodir na cidade.

O tempo ainda é de esplanada e, por isso, até temos propostas à beira-mar. Mas também juntámos à lista de restaurantes novos em Lisboa e no Porto casas dedicadas ao bife e outras sem proteína animal. No Porto há mais francesinhas — até porque nunca são demais — e, em Lisboa, há um chef a preparar tudo na brasa.

Ao todo são 10 os restaurantes escolhidos pela MAGG para esta rentreé, que se quer feita à mesa.

Lisboa

1. Tiffin

O menu muda todos os dias e há sempre mais do que uma opção de almoço

Se seguir o Instagram do Tiffin, todos os dias pode ver aquilo que lhe vão servir ao almoço. Os pratos são todos vegetarianos e variam diariamente, até porque aqui só se trabalha com produtos frescos.

Tem sempre duas opções de menu, um mais simples composto por um dip, um prato principal, um sumo e um café, que fica por 9€. Pode sempre  juntar vinho ou cerveja e aí o menu fica por 12€.

De manhã durante a semana, e ao fim de semana durante todo o dia, o menu é de pequeno-almoço ou brunch, consoante a sua fome. Têm papas de aveia feitas com iogurte grego, maçã, sementes, passas, bagas de goji, tâmaras, mel e amêndoas e avelãs (5€) ou ovos (escalfados ou mexidos) na em pão da Gleba (4,50€).

Morada: Rua du Conde, 32, Lisboa
Telefone: 960 217 192
Horário: 7h30-16h30. Fecha ao sábado e à terça-feira

2. Drogaria

De um antigo armazém de móveis na Lapa, nasceu uma drogaria. Não encontra aqui limpa-pratas ou aquele detergente milagroso. A Drogaria aqui é com letra grande, porque dá nome ao restaurante que pretende dar um toque de internacionalização e requinte à comida portuguesa.

Por aqui servem-se gyozas de cozido à portuguesa (8,50€) para entrada e garoupa com mexilhão, curcuma e raiz de aipo para prato principal, por exemplo. Mas também são vários os pratos de carne e tem ainda três opções vegan: lasanha de vegetais (15€), risotto de laranja (16€) e tupinambo confitado (14€).

Começou por servir apenas jantares, com a promessa de, em breve, servir também almoços.

Morada: Rua Joaquim Casimiro, 8, Lisboa
Telefone: 93 375 5442.
Horário: 19h-23h. Fecha domingo e segunda-feira

3. Bohemian

Marisco, carne, peixe, snacks. No Bohemian há comida para todas as horas

Vá a correr. É que este restaurante é daqueles de pé na areia, então é melhor ir antes que — sem dar conta — estejamos no Natal. O Bohemian abriu no espaço do antigo Delmar, mas a proposta agora é de restaurante completo, com opções desde sandes e saladas para quem vem apenas reabastecer energias entre mergulhos, ou para quem procura uma boa travessa de marisco à beira-mar.

Se não conseguir ir a tempo de comer ao sol, não se preocupe. O restaurante vai continuar a funcionar no inverno graças às paredes de vidro que vão tornar o lounge mais resguardado.

Morada: Praia da Cabana do Pescador, Costa da Caparica
Telefone: 21 152 3074.
Horário: 10h-2h

4. Brut

Este restaurante foi feito para os amantes de carne e oferece opções de partilha

Uma vez que faz parte do grupo Natábua, que já trouxe a Alvalade e Algés uns belos nacos de carne, não se esperava que, neste novo restaurante, os pratos fossem de tofu.

O Brut abriu no Parque das Nações com várias propostas de carnes, desde as mais convencionais até à de canguru ou veado. E se quiser provar um pouco de tudo, sugerimos que aposte nas tábuas, pensadas para dividir. Há a exótica, que junta veado, javali e canguru (desde 30€); a manada, com picanha, maminha e fraldinha (desde 35€); ou a das cinco carnes, com picanha, secretos, vazia, maminha, vazia e alheira (60€).

Morada: Avenida Dom João II, 53B, Lisboa
Telefone: 915 319 331
Horário: 12h-24h

5. Plano

Para já, o menu é de degustação e é o chef a decidir os pratos

carlos vieira

Este é daqueles que tem mesmo que aproveitar enquanto as noites o permitem. É que o Plano, para já, serve as refeições no jardim, à luz da lua e das chamas do fogareiro sempre aceso. É lá que o chef Vitor Adão prepara quase tudo o que serve no restaurante da guesthouse Dona Graça.

O menu é de degustação, composto por nove pratos que acontecem consoante a imaginação do chef e é servido apenas ao jantar (70€ com bebidas incluídas). No final de setembro serão abertas mais salas e o espaço terá capacidade para mais de 40 clientes. Aí sim, haverá mais opções no menu. Para já, há que deixar-se guiar pelas mãos do chef.

Morada: Rua da Bela Vista à Graça, 128, Lisboa
Telefone: 91 317 0487
Horário: 19h30-23h. Fecha segunda e terça-feira

Porto

6. Trattoria 179

Risotto negro com calamares (13€)

Aqui não falha nada do que espera encontrar num restaurante italiano. Pizzas, massas, risottos e tiramisù de sobremesa. É preciso mais? Não é, mas a Trattoria 179 oferece.

É que além destes pratos feitos com massa caseira, há também várias opções de carne e peixe. É o caso do bife de atum com polenta frita (15€), da caldeirada de marisco com gnocchi de batata (15€) ou do ossobuco com risotto milaneza (15€).

Ao almoço, há um menu de 11,90€ com direito a uma entrada, prato principal, sobremesa, água e café.

Morada: Rua de Rodrigues Sampaio, 179, Porto
Telefone: 964 846 087
Horário: 12h30-15h30; 19h-23h (segunda 19h-23h). Fecha ao domingo

7. Francesinha Du Carago

Francesinha é a única opção da carta

Não há que enganar. Neste novo restaurante só se servem francesinhas, ainda que tenha como vizinhos espaços de poke bowls, mexicano, italiano e vinhos.

O Francesinha Du Carago é a mais recente novidade do Tasty District, um espaço que dá ao Porto lugar para várias propostas gastronómicas e música ao vivo. Aqui o prato é único e custa 9€, ao qual pode adicionar os extras: ovo, batatas fritas e ainda mais molho.

Morada: Rua Augusto Rosa, 57, Porto
Horário: 12h-24h e 12h-2h ao fim de semana e véspera de feriado

8. O Restaurante da Maria Odete

Bolinho de bacalhau com azeitona é uma das sugestões de entrada

Com um nome destes não se esperava bowls de abacate e granola, pois não? Ainda bem. É que neste novo restaurante do Porto, a comida portuguesa é quem manda.

Bife à portuguesa, bacalhau à Brás, polvo assado e francesinha para pratos principais d’O Restaurante da Maria Odete. Leite-creme e mousse de chocolate (servida com um shot de whiskey) são os clássicos para a sobremesa.

Morada: Rua Dr Ricardo Jorge 67, Porto
Telefone: 913 838 997
Horário: 12h-24h. Fecha ao domingo

9. Kind Kitchen

Nuggets de tofu com molho barbecue (3,50€)

Depois de se terem tornado vegans, as irmãs Ana e Eva Egmond decidiram dar uma volta ao percurso profissional para juntas abrirem um restaurante no Porto.

É que ainda que tenham seguido cursos ligados à comunicação e marketing, no caso da Ana, e de gestão hoteleira, no de Eva, as duas sempre gostaram de cozinhar e agora sabiam que, se o fizessem, seria sempre com base vegetal.

É por isso que no Kind Kitchen as opções vão desde o hambúrguer de cogumelos e feijão (7,50€), tosta de húmus com cogumelos salteados, cebola caramelizada e coentros frescos (6,50€) ou uma bowl mexicana, feita com feijão preto e cebola, pasta de abacate, tiras de seitan, batata doce, folhas verdes, tomate cereja, coentros e molho chilli (8€).

O restaurante tem um menu de almoço, de segunda a sexta-feira, que custa 8€ e inclui sopa, opção do dia e bebida.

Morada: Rua do Bonjardim, 302, Porto
Telefone: 22 113 0928
Horário: 12h-22h30. Fecha domingo e segunda-feira

10. Panda, Porto

O Panda ocupa o antigo armazém da loja mais antiga de bicicletas do Porto

Em 2013 abriu o Munchies e pôs o Porto a delirar com a febre dos hambúrgueres artesanais. Agora, em 2019, Pedro Moura Bessa volta a dar à cidade motivos de loucura, ainda que, desta vez, sem conceitos nem cartas que fiquem fixas muito tempo.

No Panda, o menu está dividido entre quentes e frios e a ideia é sempre de partilha. As propostas vão desde carpaccio de curgete (6€), sandes de rosbife (7,50€), taco de pato à Bairrada (7€), tabbouleh de frango (8€) ou bacalhau com húmus (10,50€).

As sobremesas, tal como acontecia ainda nos tempos do Munchies, ficam nas mãos da mãe de Pedro que criou uma com o nome do restaurante. O Panda leva três tipos de chocolate e crumble e custa 4,50€.

Morada: Praça D.Filipa de Lencastre, 208, Porto
Telefone: 919879667
Horário: 12h-15h e 19h30-24h (sexta-feira e sábado até às 2h), 12h30-15h30 ao domingo. Fecha à segunda-feira

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]