Um dos fotógrafos do ano é português

Diogo Lage viu a sua fotografia de uma praia em Torres Vedras ser distinguida numa competição internacional, com concorrentes de 140 países.

Diogo Lage descreve as barracas com listas captadas na fotografia como uma imagem muito característica das praias portuguesas

Se antes só se conseguiam registar imagens incríveis com máquinas fotográficas convencionais, muito elaboradas e dispendiosas, agora já não é assim. As marcas de smartphones preocupam-se cada vez mais em apresentar dispositivos com grande qualidade de fotografia, de tal forma que até já pomos de lado as câmaras em detrimento dos telemóveis.

A fotografia deixou de estar presa ao fotógrafo e passou a estar à (curta) distância de todos, e é isso mesmo que o concurso iPhone Photography Awards (IPPAwards) tem vindo a promover. A competição, que nasceu em 2007, já vai na 12.ª edição e tem dado a oportunidade a todos (ou pelo menos àqueles que têm um iPhone) de lutarem pelo título de Fotógrafo do Ano, uma das categorias do concurso.

Para além desta classificação, que conta com a atribuição de primeiro, segundo e terceiro lugar, existe ainda uma outra distinção: The Grand Prize Winner and Photographer of the Year Award (algo como vencedor do grande prémio e fotógrafo do ano) é o grande prémio desta competição.

Em 2019, este prémio “grand prize” foi atribuído à italiana Gabriella Cigliano, uma apaixonada por viagens (tal como se descreve no perfil do site da competição), que apresentou a foto “Irmã mais velha”. Na descrição que acompanha a imagem, Gabriella conta que a fotografia foi tirada em Zanzibar, depois de ter passado um mês a dar aulas em Wasa, na Tanzânia.

Na categoria de Fotógrafo do Ano, o vencedor é português: o primeiro lugar foi atribuído ao arquiteto português Diogo Lage. A fotografia “Mar às Riscas”, merecedora da distinção, foi tirada na praia de Santa Rita, em Torres Vedras, e Diogo descreve as barracas com listas que fotografou como uma das imagens mais características das praias portuguesas.

Para concorrer, os utilizadores só têm de corresponder a alguns critérios: fotografar com um iPhone ou iPad, não usar programas de edição de imagem (como o Photoshop, por exemplo), enquadrar-se numa das categorias a concurso, desde o abstrato ao retrato, e claro, gostar de fotografar.

As candidaturas para a edição de 2020 dos IPPAwards já estão abertas — basta consultar o site oficial do concurso.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]