Acontecem todas as noites e não os conseguimos controlar. Os sonhos acontecem sempre, quer nos lembremos deles quer não. Alguns estão relacionados com situações que já aconteceram ou que vão acontecer, outros são simplesmente fruto da nossa imaginação.

Há sonhos que, com pequenas nuances, ganham novos significados e outros cuja interpretação pode ir bem além do que imaginamos. Como é o caso de quando sonhamos que estamos grávidas.

Ainda que se associe este sonho ao desejo de engravidar — que também pode estar relacionado, principalmente em mulheres que querem muito ser mães ou que estão a tentar há algum tempo — há vários outros significados que podem advir deste sonho.

No caso de quem não quer engravidar naquele momento, o sonho — que para estas pessoas poderá ser um pesadelo — também pode acontecer, tal como em mulheres que acabaram de entrar na menopausa.

Sonhar com uma gravidez pode ter que ver com outro tipo de nascimentos. “A gravidez pode ser uma metáfora para outros tipos de criatividade“, explicou Deirdre Barrett, autor do The Committee of Sleep, à “Women’s Health“. Este sonho pode representar o entusiasmo sobre um qualquer projeto criativo em casa ou no trabalho. Como se fossemos “dar à luz” a esse projeto.

Crónica. A que sabem os teus sonhos?

“Os bebés podem representar algo novo, como novas relações. Ou podem representar a vulnerabilidade ou imaturidade da pessoa que está a sonhar”, afirma.

Ainda relacionado com bebés, há outros sonhos que também podem ter significados surpreendentes. Sonhar com amamentação, pode querer dizer que estamos a pensar em criar e “alimentar” um novo projeto ou ambição. Ou, num lado mais negativo, pode querer dizer que estamos a sonhar com alguém que nos “suga a alma”.

“Os sonhos estão carregados de emoções. As coisas que nos fazem rir e especialmente as que nos deixam assustados, o cérebro pega nessas informações e conecta-as a memórias antigas. A combinação de memórias antigas com as novas é feita no mundo offline, o dos sonhos”, explica Rafael Pelayo, professor de psiquiatria e ciências comportamentais no Stanford Center for Sleep Sciences and Medicine.

Se estes sonhos estão a acontecer com muita regularidade e estão a incomodá-la, os especialistas recomendam que se faça uma espécie de diário de sonhos, de forma a tentar descobrir padrões entre as emoções da vida real e os sonhos, e assim interpretar o significado destes sonhos.