Sarah Jessica Parker admite ter sentido sido alvo de “comportamentos inapropriados” por parte de outros atores

A atriz não especificou a data nem o ator em questão mas afirma que já esteve para deixar um projeto a meio devido a estes comportamentos.

A atriz confessou que se forçava a esquecer o que tinha acontecido para continuar a seguir com o seu trabalho

A estrela de “Sexo e a Cidade” foi a mais recente convidada do programa “Fresh Air” da rádio National Public Radio (NPR). Numa conversa que durou perto de 40 minutos, Sarah Jessica Parker falou sobre a sua vida pessoal, incluindo o divórcio dos pais quando tinha 2 anos, sobre o papel do ballet na sua vida, sobre a série que a catapultou para o estrelato e ainda confessou ter sido vítima de comportamentos inapropriados por parte de um colega.

A eterna Carrie Bradshaw  de “Sexo e a Cidade” recorda que foi apenas depois do movimento #MeToo se tornar global que começou a pensar sobre o que lhe tinha acontecido. “Comecei a reconhecer inúmeras experiências com homens que tinham tido comportamentos inapropriados”, começa por explicar.

A certo momento, a atriz explica que forçava a esquecer-se desses comportamentos de modo a conseguir continuar a trabalhar. Parker confessou que houve apenas uma altura em que tomou medidas contra um colega que “tinha um comportamento, não só inapropriado, como um comportamento que não estava à altura das obrigações contratuais”.

Na altura, terá reportado a situação ao seu agente por não se sentir confortável com o quão inapropriado seria. A atriz não deu mais informações sobre o que estava a gravar na altura nem sobre o ator em questão. Apenas confirmou tratar-se de uma estrela de Hollywood que ela acreditava estar numa posição de maior autoridade.

Sarah confessou ainda que, depois do seu agente ter tomado iniciativa, o comportamento inapropriado mudou numa questão de horas. “Dentro de umas horas tudo mudou. O meu agente disse: ‘Se isto continuar compro-lhe um bilhete só de ida e ela nunca mais vem”, confessou a atriz à NPR.

“Não tinha de ouvir comentários sobre mim ou sobre a minha figura ou sobre o que as pessoas me poderiam levar a fazer. A pessoa em questão tinha uma personalidade instigadora. Ele era um homem adulto, uma grande estrela de cinema e a sua personalidade estava formada e isso não ia mudar”, disse.

Depois da ação tomada por parte do seu agente, a atriz diz que se sentiu mais segura: “Senti-me com toda a certeza melhor e mais segura, como se naquela altura conseguisse acabar o que me tinha proposto”.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]