Já aqui mencionámos a importância que é dada ao secundário nos Estados Unidos. Depois de uma rapariga ter subido ao palco para receber o seu diploma, após cinco meses em coma, agora chega a história de um aluno que se assumiu durante o discurso de finalista.

De acordo com o jornal britânico “The Independent“, um jovem estudante de Nova Iorque assumiu ser bissexual durante o cerimónia de entrega dos diplomas. No sábado, 29 de junho, Mason Bleu partilhou o vídeo do seu discurso de finalista no Twitter, onde afirmou que foi a coisa mais assustadora que fez na vida.

“Então eu assumi-me durante o meu discurso. Foi definitivamente a coisa mais assustadora que já fiz, mas a reação foi incrível. Obrigado a todos os que me apoiaram!”, escreveu na publicação.

Jovem estudante concluiu o secundário depois de ter estado cinco meses em coma

No discurso, é possível ouvir o jovem a dizer que durante muito tempo lutou com a sua orientação sexual. “Durante muito tempo, lutei com a minha sexualidade. Evitei e ignorei porque não estava orgulhoso de quem era”, afirmou. O estudante apanhou toda a gente de surpresa e é possível ouvir as pessoas a perguntarem o que é que ele estava a fazer.

Mas naquele dia tudo isso ia mudar e Mason fez questão disso. “Hoje estou a mudar isso. Tenho orgulho de ser um homem bissexual”, revelou. Nessa altura, ouve-se o público a fazer um grande ovação de aplausos ao jovem estudante.

Sabe o que é uma “foodie call”? 23% das mulheres já participaram numa

Mason continuou o discurso afirmando que o mais importante é que “devemos estar sempre orgulhosos de nós próprios, antes de querer que alguém se orgulhe de nós”, acabando por agradecer a todos os presentes naquele momento importante da sua vida. O discurso terminou com uma mensagem: “Eu quero lembrar-vos de que a única coisa que ninguém pode tirar está aqui [na cabeça]. O vosso futuro é tão brilhante. Muito obrigada e feliz Pride!”, concluiu.

No Twitter, o vídeo já ultrapassou as 900 mil visualizações e os comentários a elogiar a atitude do jovem estudante começaram a surgir. “Sou professora e sempre incentivei os meus alunos a orgulharem-se de quem são. Então, dito isto, estou orgulhosa de ti”, escreveu uma utilizadora.