Kit Harington internou-se numa clínica de reabilitação para lidar com o stresse

O ator deu entrada na clínica várias semanas antes da estreia do último episódio de "A Guerra dos Tronos".

Segundo uma fonte anónima, o final da série abalou-o "profundamente"

HBO

Ainda “A Guerra dos Tronos” não tinha chegado ao fim e já Kit Harington, o ator que deu vida a Jon Snow na série, tinha dado entrada numa clínica de reabilitação especializada em lidar com o stresse e o consumo de álcool. A notícia foi avançada esta terça-feira, 28 de maio, em exclusivo pela “Page Six”, que chegou à fala com várias fontes próximas do ator de 32 anos.

O ator britânico internou-se voluntariamente na clínica de luxo Privé-Swiss, que tem várias instalações secretamente espalhadas na Califórnia, nos Estados Unidos, semanas antes da estreia do último episódio da série —a 19 de maio. Fontes próximas do ator dizem que o final da série “o abalou profundamente”.

“Ele apercebeu-se de que aquilo era mesmo o fim. Foi um projeto no qual todos trabalharam arduamente durante tantos anos que, assim que acabou, o levou a um momento de reflexão. Ele pensou: O que é que vai acontecer agora?”, revela uma das fontes.

“Entrou na clínica maioritariamente devido ao stresse e à exaustão que sentia, mas também por consumo de álcool. Rose, a mulher, está a dar-lhe todo o apoio de que ele precisa. E todos os que lhe são próximos só querem que ele descanse. De momento, ele só precisa de paz e sossego”, lê-se na mesma publicação.

A notícia já foi confirmada por um representante do ator em comunicado oficial. “O Kit decidiu aproveitar esta pausa [após o fim da série] para passar algum tempo num retiro para resolver alguns problemas pessoais.”

Durante a estadia na clínica de luxo, Kit Harington tem recebido acompanhamento psicológico, está envolvido em sessões de meditação e em terapias de comportamento para o ajudar a combater o stresse e a lidar com todas as emoções negativas. Segundo a mesma publicação, todo este plano custa mais de 100 mil euros por mês.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]