O último episódio de “A Guerra dos Tronos” estreou em Portugal na madrugada de segunda-feira, 20 de maio, e os fãs ainda tentam assimilar tudo o que aconteceu. Se não faz parte deste grupo, e ainda não teve oportunidade de ver os últimos 75 minutos e 20 segundos da história, é altura de fechar este artigo.

Último aviso: o artigo contém spoilers.

Se continuou a ler, já sabe que Daenerys Targaryen foi assassinada por Jon Snow. Na frente do Trono de Ferro, a personagem interpretada por Kit Harington espetou uma faca no coração da Rainha dos Dragões, que parecia não conseguir acreditar na traição que acabava de acontecer.

O momento dramático, escreve a imprensa norte-americana, pode ter sido a terceira revelação de George R.R. Martin aos produtores de “A Guerra dos Tronos”.

Estávamos em 2013 quando David Benioff e DB Weiss perceberam que a adaptação para televisão dos livros de George R.R. Martin estava prestes a ultrapassar o conteúdo original. Nesse momento, decidiram sentar-se com o autor para que ele lhes desse algumas luzes sobre o que tinha pensado para o final.

Em 2016, Benioff e Weiss revelaram à “Entertainment Weekly” que houve três momentos que os deixaram chocados. O primeiro foi a morte de Shireen Baratheon, que morreu na fogueira, sacrificada pelo próprio pai. O segundo foi a revelação da origem do nome de Hodor.

E o terceiro? “É mesmo no final”, disse na altura David Benioff. Considerando que o produtor se estava a referir ao último episódio de “A Guerra dos Tronos”, esta cena é certamente a candidata mais provável.