Criadores de “A Guerra dos Tronos” deixam em aberto regresso dos White Walkers

A três episódios do fim da temporada, é possível que David Benioff e D.B. Weiss estejam a referir-se aos vários spin-offs em produção.

No terceiro episódio de "A Guerra dos Tronos", Arya matou o Night King

HBO

O terceiro episódio da última temporada de “A Guerra dos Tronos” concluiu uma das linhas narrativas mais importantes desde que a série estreou em televisão. O exército de mortos desapareceu assim que Arya (Maisie Williams) matou, finalmente, Night King — o vilão que os comandava e que nunca falava.

Mas embora o episódio tenha recebido várias críticas por ser inconsistente ou por ter concluído, de forma insatisfatória, a história dos White Walkers, os criadores da série deixaram em aberto um possível retorno à origem destas figuras.

David Benioff e D.B. Weiss estiveram esta sexta-feira, 3 de maio, no programa “Jimmy Kimmel Live!”, onde responderam a algumas das perguntas do apresentador.

“Tenho algumas questões para vocês e não sei se vocês vão ser capazes de as responder. Têm a certeza de que já terminámos com os White Walkers?”, perguntou Jimmy Kimmel. Os responsáveis pela série da HBO fizeram uma pausa, olharam um para o outro e foi Benioff que deixou tudo em aberto.

“Não vamos poder responder a isso”, disse. Claro que, horas depois, os fãs começaram a especular sobre um possível regresso dos White Walkers à história, mesmo que isso não fizesse sentido.

O mais provável é que os produtores da série estejam a pensar revelar mais e novas informações sobre o exército dos mortos para um dos vários spin-offs que estão a ser preparados depois do final de “A Guerra dos Tronos”.

É que, apenas a três episódios do final da temporada, o conflito deverá ser entre Daeneys (Emilia Clarke) e Cersei (Lena Headey) pelo trono e os Sete Reinos de Westeros.

O quarto episódio da série estreia esta segunda-feira, 6 de maio, às 2 horas no canal SyFy e na plataforma de streaming da HBO Portugal.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]