Britney Spears tem um passado complicado. Depois de uma infância e adolescência passada em frente às câmaras, a cantora passou por um período emocionalmente conturbado. O ano de 2007 foi particularmente difícil para a norte-americana: foi nessa altura que rapou o cabelo, tentou bater nos paparazzi com um guarda-chuva e sofreu de uma overdose de anfetaminas. Depois de mais de uma década estável, a cantora volta a pedir ajuda. Aos 37 anos, Britney Spears deu entrada numa clínica de saúde mental.

A cantora vai passar 30 dias nesta clínica com o objetivo de gerir o seu desgaste emocional e o stresse causados principalmente pelos problemas de saúde do pai, Jamie Spears, que sofreu uma rutura no cólon.

Segundo a revista “People”, uma fonte confirma que “Britney Spears precisava de se focar nela própria. Com o pai doente, tem ficado tudo em cima dela. Ele quase morreu e ainda há umas semanas teve que ser novamente operado. Ele não está nada bem. Eles são muito próximos e, por isso, tem sido muito difícil.”

Miley Cyrus sobe a árvore de Josué e é alertada para os riscos

A doença do pai fez ainda com que a cantora tivesse que fazer uma pausa na carreira, tendo alguns concertos em stand by até tudo se recompor. No Instagram, Britney Spears publicou esta quarta-feira, 3 de abril, uma imagem com a frase “apaixona-te por cuidar de ti, mente, corpo e espírito”. A acompanhar esta publicação, a cantora escreveu ainda “todos precisamos de tirar um tempo para nós.”

A mesma fonte revelou ainda à revista “People” que “ela parece estar numa constante montanha-russa e não consegue sair. Finalmente vai ter a ajuda de que precisa. 2019 tem sido um ano difícil e os seus mais próximos têm tentado encorajá-la a pedir ajuda. Agora decidiu sozinha que já estava na hora.” Enquanto Britney Spears está na clínica, o ex-marido Kevin Federline ficará com 90% da custódia dos filhos.