“Fui contra um armário”. A nova coleção da Josefinas contra a violência doméstica

A marca une-se novamente à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima para lançar uma coleção cujo valor reverte para a favor das vítimas.

Cada T-shirt ilustra uma desculpa usada pela vítima para explicar os ferimentos e as nódoas negras

A marca de calçado Josefinas já não é estranha no mercado português. Bem pelo contrário: são muitas as mulheres que têm um par de sapatos da marca que começou com as tradicionais sabrinas. Agora, e em conjunto com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a marca lança a primeira coleção de T-shirts cujas vendas revertem para a associação.

A nova linha de T-shirts “Collection” vem na sequência de uma outra parceria entre a Josefinas e a APAV, em que foi criada uma linha de sapatilhas solidárias e na qual já foram apoiadas 24 mulheres vítimas de violência doméstica por mês, desde julho de 2018.

“Com ‘Collections’ pretendemos provocar uma discussão e sensibilizar para a ocorrência deste crime silencioso. Cada t-shirt conta a história de uma mulher vítima de violência doméstica, e são um espelho das histórias de milhares de mulheres. A violência doméstica pode acontecer a qualquer uma de nós e é importante, fundamental diria, falarmos sobre este flagelo”, explica em comunicado a CEO da marca, Maria Cunha.

E importa recordar: desde que o ano começou, já morreram dez mulheres vítimas de violêcia doméstica.

A coleção conta com três T-shirts com ilustrações de algumas desculpas usadas pelas vítimas. “Caí das escadas”, “Fui contra um armário” e “Fui contra uma parede” são as frases que ilustram as peças. Cada T-shirt custa 79€ e estão disponíveis no site oficial da marca.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]