Nesta altura do campeonato, não tenho precisado (felizmente) de enviar currículos. Mas houve uma fase da minha vida em que o fazia diariamente. É com algum orgulho que digo que lutei muito para aquilo que tenho vindo a construir até aos dias de hoje. Levei com muitos “nãos”, é isso fez-me crescer. Fui a várias entrevistas, criei dezenas de versões de currículos. Acabei por ler muito sobre este assunto, falei com empresas, com diretores, e percebi que o currículo é uma peça fundamental em alguns casos.

Na realidade, quando nos estamos a candidatar a um emprego novo, o nosso currículo é a nossa carta de apresentação. Convém, por isso, que ele esteja mesmo feito à nossa medida e não seja apenas um conjunto de folhas, completamente aleatórias, como se fosse uma lista de supermercado que não nos destaca em nada.

Na verdade, o formato de um currículo nunca foi tão importante como nos dias de hoje. Ainda para mais numa era totalmente digital, em que o tipo de imagem e a forma de comunicar são extremamente apelativas. O mundo laboral é cada vez mais competitivo e de alguma forma temos de nos conseguir sobressair dos restantes candidatos para sermos chamados para uma entrevista.  Tudo começa com o nosso CV.

Por isso, pensei em deixar-vos aqui algumas dicas para que o vosso currículo seja a vossa cara e demonstre quem vocês realmente são. Depois de algumas questões, muita pesquisa e até a pensar no meu percurso profissional, estes são os elementos que considero essenciais para que possam fazer a diferença.

1. Usem um modelo original

Se ainda usam o modelo do Europass, por favor, parem de utilizar — a não ser que seja uma exigência da empresa para onde se estão a candidatar.

2. Atenção aos erros

Dê por onde der, não pode mesmo ter erros ortográficos. Mostrem o CV a pessoas amigas e revejam dez vezes se for preciso.

3. Resumam tudo numa só página

Defendo também a ideia de que um currículo com mais de duas folhas A4 tem muitas probabilidades de ser posto de lado. O tempo é escasso para qualquer pessoa, por isso obrigarem um patrão a ter que perder demasiado tempo para perceberem quem vocês são não abona nada a vosso favor. Se conseguirem inserir o fundamental numa página, perfeito. Se for complicado, tentem mesmo não ultrapassar as duas.

Estudo revela quantas páginas deve ter o seu currículo (e vai ficar surpreendido)

4. Tudo começa com uma apresentação

Apesar de ser muito comum vermos o contrário, um currículo deve começar por uma descrição da vossa pessoa, seguindo-se os locais de trabalho por onde já passaram e não os estudos. Hoje em dia aquilo que interessa mais é a experiência que a pessoa já conseguiu adquirir até ao momento. Expliquem bem quais as funções que já desempenharam e os resultados que já conseguiram alcançar.

5. Não se esqueçam de mencionar as vossas qualidades

Tal como vos dizia anteriormente, guardem um espaço para descreverem quem são. Não precisa de ser um texto longo, mas sim algumas frases que mostrem as vossas qualidades. Se têm espírito de equipa, se aprendem rapidamente, coisas deste género.

6. Digam sempre a verdade

Mas digam o que disseram, não se atrevam a mentir no CV. Conheço algumas histórias de pessoas que decidiram dizer que um dos seus hobbys preferidos era ler e quando questionadas sobre qual o último livro que tinham lido, não sabiam o que responder.

7. Sejam criativos

Tornem o vosso currículo inesquecível. Em vez de colocarem a típica fotografia, porque não gravar um vídeo de introdução? Ou então diversifiquem no modelo que estão a utilizar. Pode ser em forma de postal, por exemplo. As ideias são ilimitadas.

8. Atenção ao formato do documento

Certifiquem-se de que o currículo consegue ser aberto tanto num computador como num telemóvel ou tablet.

9. Acrescentem referências

É sempre bom um empregador ler uma opinião positiva sobre o trabalho que já desenvolveram.

10. Peçam opiniões

Por último, mostrem o CV a amigos e familiares. Por vezes o currículo é um tema um pouco tabu, parece que as pessoas têm receio de o mostrar. Não tenham. É sempre bom ouvirmos uma terceira opinião.

Espero ajudar-vos com estas dicas. Num dia em que acordem inspirados, façam o vosso CV e, como costumo dizer, comecem a disparar. Persistência, confiança e ousadia são as três palavras-chave para o nosso percurso profissional.