As 6 cenas de filme que atores de Hollywood se arrependeram de filmar

Lembra-se quando Sharon Stone foi filmada sem cuecas em "Instinto Fatal"? É só um dos exemplos mais conhecidos, mas há mais.

A atriz sentiu-se enganada e traída, depois de o realizador lhe ter pedido para tirar as cuecas por estarem a causar "ruído na cena"

O que é que o “Titanic” e o “Crepúsculo”, o filme popular sobre vampiros e lobisomens, têm em comum? Além de contarem uma história de amor, embora com várias diferenças a nível de estilo e de época, têm também cenas marcantes que os tornaram populares no cinema — mas que, na verdade, ainda hoje causam algum desconforto aos atores que as protagonizaram.

É o caso de Kate Winslet, que contracenou com Leonardo DiCaprio durante as filmagens do “Titanic”, que diz ser regularmente abordada por fãs obcecados que insistem em pedir autógrafos da atriz usando imagens dela do filme, onde aparece nua. Mas não é o único caso conhecido.

A MAGG reuniu as 6 cenas icónicas de filmes de Hollywood sobre as quais, anos mais tarde, os atores revelaram sentir arrependimento por alguma vez as terem filmado.

Burt Reynolds no filme “Fim-de-Semana Alucinante”

O filme de 1972, realizado por John Boorman (“O General”) conta a história do confronto entre o Homem e a natureza e conta com Burt Reynolds como protagonista. Em “Fim-de-Semana Alucinante” há uma cena em específico que o ator sempre se arrependeu de fazer, apesar de na altura ter insistido para que acontecesse da forma que foi filmada.

Nessa cena, Reynolds tinha de ir em cima da sua canoa enquanto passava por uma cascata. Apesar de o realizador ter feito questão de usar um boneco para o substituir, muito devido às rochas que existiam no rio, Reynolds insistiu e gravou mesmo a cena. O resultado foi desastroso e o ator acabou mesmo por partir o cóccix depois de embater contra várias rochas e cair da canoa.

O problema é que, apesar disso, o efeito realista que pretendeu para o filme não foi conseguido. O momento foi recordado numa entrevista pelo comediante Norm Macdonald, que era próximo de Reynolds, e que lhe contou que depois de acordar no hospital, a primeira coisa que fez foi perguntar ao realizador o que é que daquela queda tinha transparecido para as câmaras.

“Pareceu um boneco a cair de um barco numa cascata”, respondeu o realizador.

Kate Winslet em “Titanic”

“Titanic”, o clássico de cinema de 1997, tem uma das cenas mais conhecidas protagonizadas por Kate Winslet, a atriz principal, que é desenhada nua pela personagem de Leonardo DiCaprio. Porém, a atriz revelou que desde então foram vários os fãs do filme que começaram a abordá-la com essas imagens e a pedir autógrafos.

“Recuso-me a autografar essas imagens porque é demasiado desconfortável. Porque é que as pessoas fazem isto?”, revelou. Ainda assim, a atriz defende que este tipo de atitudes são fãs “mais obcecados que só pretendem fazer estragos.”

Taylor Lautner em “O Crepúsculo”

Naquele que foi considerado o filme mais popular de vampiros, “O Crepúsculo” tem o ator Taylor Lautner no papel de lobisomem que, antes de se transformar, aparece várias vezes sem camisola ao longo do filme. Apesar do sucesso do filme e da popularidade que deu aos protagonistas, hoje sabe-se que o ator se arrepende de ter filmado aquela cena.

É que embora não esconda o orgulho ao ver o seu corpo apreciado, o ator revelou recentemente que se pudesse  escolheria não voltar a fazê-lo. “Se tivesse poder de decisão, nunca tiraria a camisola durante um filme. Mas tenho noção de que isso não é muito realista e, por isso, nunca vou pedir para não o fazer”, revelou.

Eva Mendes em “Era Uma Vez no México”

No filme de 2003, “Era Uma Vez no México” que conta com Eva Mendes e Johnny Depp nos papéis principais, a história culmina com o confronto entre os dois depois de um beijo curto seguido de um tiro disparado pela atriz. Apesar de a atriz não se arrepender da cena que protagonizou, diz que tem pena de o beijo ter durante tão pouco tempo.

“Todos os meus beijos em frente às câmaras foram brutais, mas arrependo-me de não ter beijado o Johnny Depp durante mais tempo. Estava tão intimidada porque foi a primeira vez que trabalhei com um ator por quem tinha uma paixoneta”, revelou.

Sharon Stone em “Instinto Fatal”

Em “Instinto Fatal”, lançado em 1992, Sharon Stone destacou-se com uma das cenas mais polémicas do filme. A personagem, que é capaz de manipular todos os homens com quem se relaciona, é interrogada pela polícia depois de ser considerada suspeita de um homicídio.

É com um simples e lento descruzar de pernas que a personagem desarma por completo os agentes que a interrogam, já que lhes revela, de forma gráfica e espontânea, não estar a usar roupa interior. Mas, e segundo o que revelou à revista “Express”, a atriz foi enganada pelo realizador Paul Verhoeven, que lhe pediu para tirar as cuecas visto que estavam a causar “ruído à cena”.

À atriz, o realizador terá garantido que nada seria explicitamente mostrado o que não veio a ser o caso. Quando Sharon Stone viu a versão final do filme, esbofeteou o realizador por se sentir traída e usada. Apesar disso, disse que não mudaria nada já que “fazia sentido que, tendo em conta a personagem que estava a representar, aquilo acontecesse.”

Ellen Page em “Juno”

O filme de 2007 acompanha a figura de Juno (Ellen Page), uma jovem que decide dar o seu filho para adoção depois de uma gravidez não planeada. No momento em que Juno tenta decidir que nome dar ao filho, a personagem faz uma piada sobre uma das possibilidades sugeridas pelos, já escolhidos, pais adotivos — piada essa da qual a atriz, que assumiu a sua homossexualidade em 2014, se viria a arrepender anos mais tarde.

Quando uma das personagens lhe pergunta se Madison seria um nome engraçado para o filho, Juno responde que talvez “isso fosse um bocadinho gay.” À revista “Bustle”, Page revelou que na altura não se apercebeu do que tinha dito mas que, anos depois, lhe fez confusão.

“Em miúda vi muitos filmes repletos de comportamentos homofóbicos e não quero que isso passe em branco. Especialmente quando isso acontece num filme em que eu apareço.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]