“Casados à Primeira Vista” estreou a 21 de outubro, e apresentou três casais aos portugueses que escolheram o novo programa da SIC para o seu serão de domingo. No primeiro episódio deste reality-show, cujo formato faz sucesso internacionalmente, assistimos ao casamento de Eliana e Dave, mas tivemos de esperar pelos diários semanais para ver o enlace dos restantes casais.

Nos quatro episódios que a SIC transmitiu durante a semana, vimos mais imagens do copo de água de Eliana e Dave, assistimos ao casamento de Graça e José Luís, acompanhámos Ana e Hugo nos preparativos da cerimónia, e conhecemos João e Sónia.

Mas este novo casal, que já trocou alianças, parece ser uma receita para o desastre. Apesar de os especialistas os terem juntado pelos vários interesses em comum, o casamento do arquiteto e da formadora, naturais de Coimbra e Santarém, respetivamante, não podia ter começado de pior forma — Sónia não fez o mínimo esforço para conhecer João, questionando até os votos de casamento do arquiteto, e afirmando no seu depoimento ainda não ter sentido qualquer química.

“Casados à Primeira Vista”. Já se conhecem três casais — e há problemas à vista

Uma semana depois, no segundo episódio de “Casados à Primeira Vista”, conhecemos Daniel e Daniela, bem como Lídia e Francisco. E se o primeiro casal aparenta ser uma dupla de sonho, o segundo não podia estar mais perto do pesadelo — e nem à lua-de-mel sobreviveu.

Daniel e Daniela

Daniel e Daniela parecem feitos um para o outro

SIC

As semelhanças deste casal não se ficam pelos nomes: o empresário de 35 anos, natural das Caldas da Rainha, e a instrutora de yoga de 36 anos, vinda de Setúbal, são ambos pais. Enquanto Daniel tem um filho, Daniela tem dois, e foi notório que as crianças são prioridade máxima para estes dois participantes — o empresário foi claro na exigência de que a noiva escolhida gostasse de crianças, a instrutora de yoga chegou a assumir que muitas das suas relações falharam devido aos seus parceiros não quererem mulheres com filhos.

Daniel está separado há um ano mas quer muito casar, algo que revela ter sido “sempre um sonho”, apesar de considerar que são mais as mulheres a terem esse objetivo. Já Daniela, que viveu uma relação de 13 anos com o pai dos seus filhos, nunca chegou a trocar alianças com o ex-companheiro, e assume que o casamento “foi sempre um sonho que ficou por cumprir”.

No dia do casamento, o empresário estava bastante nervoso, mas acalmou assim que viu a noiva, muito mais descontraída e sorridente, que lhe garantiu estar “muito tranquila”. Visivelmente agradados com a escolha da equipa de especialistas de “Casados à Primeira Vista”, Daniel e Daniela avançaram para os votos e para a troca de alianças, que o noivo selou com um beijo apaixonado. “Sei que avancei cedo demais, mas não me controlei”, afirmou Daniel, que também assumiu ter muita vontade de conhecer a noiva. “Quero muito estar com ela, falar com ela. Faz sentido e não estou nada arrependido”, disse no depoimento gravado para o programa.

A sorridente Daniela assumiu ter gostado imediatamente da presença do noivo e, apesar de não terem sido reveladas as taxas de compatibilidade do programa deste domingo, apostamos que os duplos Ds têm um dos valores mais elevados. A dupla parece aproximar-se da perfeição, mas vamos esperar por novos desenvolvimentos.

Lídia e Francisco

O casal ainda tirou fotografias, mas Lídia não quis oficializar a união

SIC

O segundo casal apresentado neste domingo junta Lídia, 44 anos, gestora de negócio, a Francisco, 52 anos, antiquário. A noiva, natural de Sintra, não tem tido sorte ao amor mas admite que foi o filho, Gonçalo, a inscrevê-la no programa. Nas primeiras entrevistas com os especialistas, Lídia revela já ter sido casada com o “par perfeito”, o pai de Gonçalo, mas o casamento não resistiu ao diagnóstico de uma doença grave do seu ex-companheiro.

“De repente, tinha de ensinar a pessoa que estava ao meu lado a ouvir, a falar, a andar”, revelou a gestora visivelmente emocionada. “Ao fim de seis anos, pensei ‘quero ir viver’ e pedi o divórcio”, afirmou Lídia, que continuou sem ser feliz — seguiu-se uma relação de 12 anos recheada de traição e mentiras. Apesar do azar ao amor, continua a tentar encontrar o par ideal: “Acredito num amor verdadeiro”.

Lídia não esconde querer um parceiro inteligente, com bons princípios e que nunca lhe minta, características que a equipa de especialistas acreditam encontrar em Francisco, o match escolhido. Natural do Estoril, o antiquário é pai de três filhos e atravessou um divórcio há seis anos. Desde aí, revela ainda não ter encontrado a sua princesa — mas o casamento destes dois participantes está longe de ser um conto de fadas.

Os problemas começam logo na chegada à cerimónia: enquanto as cadeiras destinadas ao noivo estão completas, do lado da noiva não há um único lugar ocupado, o que enerva Francisco, que começa a equacionar a hipótese de a sua noiva ter desistido. Lídia acaba por surgir no altar, acompanhada apenas pelo filho, mas os nervos da gestora são visíveis, que não consegue sequer olhar para a cara de Francisco.

Francisco não escondeu os nervos quando não apareceu um único convidado do lado da noiva

SIC

A dupla chega a trocar alianças, embora Lídia assuma que só conseguia ver a saída. “Tive tempo para pensar no que estava ali a fazer”, conta a gestora, que assume sentir simpatia pelo seu noivo, mas não química. Após a cerimónia, os noivos ainda tiram algumas fotografias, momento em que Lídia declara à frente de Francisco que não sente nada por ele. “Porque é que me meti nisto?”, confessa.

Enquanto os convidados aguardam no salão de festas, um elemento da produção informa os presentes que os noivos estão atrasados devido a um breve momento de hesitação. Ainda antes de oficializarem o casamento civil com as assinaturas devidas, Lídia resolve ligar ao terapeuta Fernando Mesquita (um dos especialistas do programa) e afirma ter dúvidas sobre levar o casamento adiante. “Ele não tem nada a ver comigo”, diz quase em desespero, salientando que ainda não sabe o que fazer. O programa termina com Francisco a tentar convencer a sua noiva a não desistir desta aventura à primeira, mas talvez tivesse sido melhor ter dado o caso como terminado logo nesse dia.

Apesar do segundo episódio de “Casados à Primeira Vista” ter acabado em aberto, Lídia e Francisco dão mesmo o nó e seguem de lua de mel para Bali, na Indonésia — mas a felicidade não dura muito. De acordo com a revista “Vidas”, o casal começou a discutir pouco depois de chegar à ilha e acabou mesmo por cortar relações. Segundo informações reveladas por uma fonte da produção à publicação, Lídia isolou-se de tudo e todos. “Era suposto estarem lá uma semana mas, ao fim de dois ou três dias, a noiva passou-se. Ela e o rapaz não se deram nada bem e, depois de uma discussão enorme, ela disse que não gravava mais nada”, garantiu a mesma fonte à “Vidas”, que publica que o momento foi “muito feio”.

Outros casais

Eliana e Dave: Apesar do casamento ter sido marcado por uma revelação da parte da noiva — a rececionista das Caldas da Rainha confessou ao marido que fuma esporadicamente, um hábito que o instrutor de surf, natural de Cascais, repudia —, o dia da cerimónia terminou sem dramas e até com alguma química, e foi possível assistir à entrada do casal na sua suite para a tão aguardada noite de núpcias. Na manhã seguinte ao casamento, o casal descobriu o destino da sua lua de mel: Tailândia. Muito entusiasmada, Eliana revela ser o seu “destino de sonho”.

As 7 maiores polémicas de “Casados à Primeira Vista”

Graça e José Luís: Continuam a ser o casal mais promissor, pelo menos até à data. Os dois nortenhos mostraram-se muito agradados com a escolha da equipa de especialistas do programa, não se pouparam nos elogios mútuos e nas trocas de beijos, e até as famílias parecem ter sido escolhidas a dedo — tanto que uma das filhas de Graça chegou a afirmar que o casamento tem mesmo de resultar, dado que já gostavam muito da família do noivo. O copo de água durou até à noite, com muita dança, beijos e animação, e Graça e José Luís parecem rendidos um ao outro.

Hugo e Ana: O motorista não escondeu o seu agrado ao ver Ana chegar ao altar, e a dupla parece estar bem encaminhada. Depois da troca de alianças e de um carinhoso beijo na testa para selar a união, os recém-casados seguiram para o jantar, onde tiveram oportunidade de se conhecer melhor. O padrinho de Hugo chegou a perguntar a Ana o que desejava num homem e, sem hesitações, a instrutora de fitness apontou imediatamente para o seu marido. Parecem estar bem encaminhados, mas mais à frente se saberá.