Há gente que só consegue dormir sem meias. E há quem só consiga dormir de meias. Um deles está certo

Há quem odeie entrar na cama com meias, outros são obrigados a fazê-lo porque têm sempre os pés gelados. Quem é que dorme melhor?

Um estudo concluiu que quem dorme calçado adormece até 15 minutos mais rápido

Há temas que metem toda a gente a discutir. Ora vejamos: é fanático pela Apple ou já não tem paciência para uma marca overrated? As T-shirts da Levi’s são giras ou uma verdadeira piroseira? É team Cornetto ou Magnum? E prefere dormir com ou sem meias?

Sobre os primeiros três tópicos a ciência ainda não tem uma opinião, no caso das meias a conversa é outra. Não há uma explicação para umas pessoas preferirem dormir com os pés descalços e outras não — é tudo uma questão de gosto pessoal —, no entanto há um que é melhor do que o outro. Pelo menos no que diz respeito à qualidade do nosso sono.

Vamos ao que interessa: é melhor dormir com meias. O quê? Como assim? Alguém consegue dormir com meias? Que ideia absurda é essa? Pois, lamentamos ser os portadores de más notícias mas é esta a opinião da ciência.

Um estudo realizado em 1999 já tinha chegado à conclusão de que quem dorme calçado adormece até 15 minutos mais rápido do que quem prefere fazê-lo descalço. No ano passado, a National Sleep Foundation garantiu que manter as meias calçadas melhora a qualidade do sono, uma vez que os pés quentes transmitem ao cérebro a informação de que chegou a altura de descansar.

Se dúvidas ainda restassem, há um novo estudo a apontar as vantagens de dormir calçado. De acordo com uma investigação publicada no “Journal of Physiological Anthropology” em abril deste ano, dormir com meias também faz com que acorde menos vezes durante a noite. No estudo, quem foi para a cama com meias dormiu em média mais 32 minutos a mais e despertou a meio da noite menos 7,5 vezes.

Portanto, não só adormece mais rápido como ainda dorme melhor. Mas porque é que isto acontece? A explicação está na temperatura corporal. Durante o dia, o corpo humano ronda os 37 graus. Quando vamos dormir, verifica-se uma descida de 1,2 graus. A descida é gradual e, de acordo com os estudos, está intimamente ligada com o nosso sono. Quanto mais rápido diminuirmos a temperatura do nosso corpo, mais rápido vamos adormecer.

É aqui que entram os nossos pés. As palmas das mãos e as solas dos pés são os permutadores de calor mais eficientes do nosso corpo. É por isso que aquecer os pés antes de ir dormir ajuda na vasodilatação, que por sua vez diminui a temperatura do nosso corpo mais rapidamente do que se fosse para a cama com os pés gelados.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]