Argolas. Os brincos obrigatórios para todos os looks da estação

Jennifer Lopez é a rainha desta tendência. Recupere as que tinha ou compre umas novas. O importante é que façam parte do seu look.

As argolas ficam bem com qualquer tipo de penteado, quer seja apanhado ou solto

É normalmente no verão que os acessórios ganham mais vida e destaque nos looks. Muitas vezes mais ainda do que a roupa. São, por isso, bons investimentos, para o ano todo, mas principalmente para esta época. Malas, lenços, cintos, colares, pulseiras, anéis, brincos, há uma série de possibilidades. Se a ideia for destacar o rosto, que finalmente começa a ficar bronzeado, os brincos são a opção perfeita.

Há 1001 modelos de brincos diferentes e todas as estações há uma nova tendência, mas há um modelo de sempre, para sempre: as argolas.

Foi nos anos 2000 que a loucura das argolas começou e quanto maiores fossem, melhor, ao estilo de Jennifer Lopez. Chegavam a tocar nos ombros e ouviam-se piadas como “onde deixaste o piriquito?”. O tamanho foi diminuindo, os modelos foram ficando mais estilizados, mas a tendência geral manteve-se.

Nas coleções de primavera/verão de 2018 não há uma marca de jóias, bijuteria ou até de roupa que não tenha argolas. Desde as mais clássicas fininhas, em dourado ou prateado, às mais arrojadas com novos formatos, pedras ou cores. Sendo que o cobre é uma das cores tendência.

O importante é saber aquilo que nos fica bem e perceber qual a cor e tamanho que nos favorece. Há rostos em que as argolas mais pequenas e largas ficam melhor, e outros em que são as grandes e mais finas que se destacam. Mas não é a única variante. A roupa com que estamos e o momento em que as usamos também têm influência.

Se for trabalhar, num ambiente mais formal, o ideal é que as argolas sejam mais pequenas e discretas. Se vai para um jantar com as amigas, já pode optar por umas mais diferentes e marcantes. Temos 11 imagens de inspiração e 11 tipos de argolas para começar já a usar.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]