Denim. As 8 peças de ganga obrigatórias que vai querer usar já esta estação

O tecido que acompanha gerações e que originalmente se chamava "tecido de Nimes", volta a ser trendy nesta primavera/verão.

Com ganga podem ser criados looks mais femininos ou mais masculinos

É uma viagem no tempo até aos anos 90. Nessa altura, a ganga era rainha e não era possível criar um look sem pelo menos um apontamento deste tecido. A ganga, que acaba por nunca ficar totalmente fora de moda, e que constantemente se reinventa, é uma das grandes tendências para esta primavera/verão e há muitas formas de a poder usar.

O mais habitual e clássico são os jeans. Com uma lavagem mais escura, mais clara, com modelo skinny, mom ou boyfriend, à boca de sino, culotte, com ou sem rasgões, cintura alta ou descaída, push up. A quantidade de versões que já existem de calças de ganga é infinita.

Mas se nas últimas estações reinaram as calças skinny, agora é a vez de os modelos mais a direito e largos brilharem. Idealmente, com cintura subida e os tornozelos a espreitar.

Mas nem só de calças vive a ganga. Casacos, saias, calções, camisas, jardineiras e até acessórios.

A mala da H&M e os ténis estilo All Star da Venca são alguns dos exemplos de acessórios em ganga

E mesmo dentro de cada uma dessas peças de roupa, há uma grande diversidade de modelos. É preciso escolher os que se adequam ao estilo e corpo de cada pessoa e saber combiná-los com outras peças. Até porque apesar de o look ganga total também ser uma tendência, nem sempre funciona bem.

Ou seja, se usarem umas calças de ganga, a parte de cima será idealmente de outro tecido e de outra cor, tal como se usar uma parte de cima de ganga, a parte de baixo deveria ser totalmente diferente.

Para quem não gosta dos vários tons de azul da ganga, há sempre a opção de jeans brancos, e que resultam sempre bem, pois combinam com tudo. Calças brancas e várias outras peças de ganga são as sugestões que a MAGG tem para quem quer aderir à tendência denim.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]