As 3 melhores apps para comer fora mais barato

Quer poupar, comer fora e manter a qualidade? A MAGG sugere três aplicações que vão tornar isso possível.

Os melhores restaurantes à distância de um clique e com descontos/ Jay Wennington in Unsplash

Infelizmente a combinação de brunches com amigas, lanches com o filho e jantares com o namorado podem deixar a sua carteira demasiado leve. A MAGG reuniu as três melhores aplicações que permitem não só conhecer restaurantes novos, mas também obter os melhores descontos.

MYGON

Esta aplicação, disponível para iPhone e Android, é uma plataforma gratuita para encontrar listas de preços, críticas e, aquilo que mais lhe deve suscitar o interesse: descontos. E até 90%. Além de incluir a área da restauração, estende-se ao desporto, saúde e beleza, alojamento, entre outros. Se recomendar pessoas a utilizar, e fizer reservas através da aplicação, pode ganhar mais ou menos pontos dependendo do restaurante a que for, sendo que variam entre 20 e 25 pontos por pessoa. Com 500 pontos, já pode ganhar um voucher de 5 euros.

ZOMATO

Pode utilizar esta rede social de forma gratuita para encontrar um guia extenso de restaurantes de acordo com as suas preferências. Terá também a possibilidade de aderir ao Zomato Gold se escolher entre os planos de 3, 6 ou 12 meses, que custam, respetivamente, 14, 24 e 39 euros. Desta forma, poderá ter dois pratos ao preço de um em qualquer dos 800 restaurantes parceiros.

THEFORK

Com um simples log in através do Facebook, o TheFork dá-lhe a conhecer as diferentes ofertas, promoções e descontos disponíveis, que se estendem até aos 50%. Para fazer uma reserva, apenas terá de selecionar um dos 45.000 restaurantes parceiros, dia, hora, número de pessoas, e, finalmente, confirmar a sua mesa. A aplicação também funciona por um sistema de pontos, que designam por Yums. Por cada reserva que faça ganha 150 Yums, aos 1.000, pode ter um desconto de 10 euros.

Com todas as possibilidades, já pode ir jantar fora sem culpa. Do que está à espera?

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. leitor@magg.pt