A aplicação Bumble, que permite aos utilizadores conhecerem pessoas online com base nos interesses e proximidade geográfica, assumiu que a atriz de 61 anos Sharon Stone tinha criado um perfil falso.

Mas a verdade é que a atriz, considerada nos anos 90 uma das mulheres mais sensuais do mundo, estava apenas a tentar a sua sorte no amor e não havia razão para ser bloqueada na aplicação. Foi a própria atriz de Hollywood — que a 7 de novembro ganhou o prémio de Mulher do Ano na gala GQ Men of the Year Awards 2019 — quem revelou no Twitter toda a história.

Alunos criam algoritmo de dating que só dá um match — e é o perfeito

“Fui ao @bumble e bloquearam a minha conta. Alguns utilizadores denunciaram que possivelmente poderia não ser eu. Olá, @bumble, estou a ser excluída?”, disse a atriz esta segunda-feira, 30 de dezembro.

O tweet da atriz de Hollywood

@sharonstone/Twitter

O bloqueio não foi agradável para Sharon Stone, mas mostra que aplicação tem feito um esforço por eliminar perfis falsos da aplicação. Durante 2019 foi aplicado um controlo mais rigoroso, que surgiu como resultado das denuncias da Comissão Federal de Comércio dos EUA sobre aplicações como o Tinder e o Match Group.

Contudo, até ter a conta de volta, a atriz vai continuar sem poder estabelecer novos encontros. Sharon já esteve casada duas vezes, entre 1986 e 1990 com o produtor Michael Greenburg e entre 1998 e 2004 com o editor Phil Bronstein e o mais recente relacionamento, com Angelo Boffa, acabou há mais de um ano. 

Desde então que, pelo que é conhecido, a atriz mãe de três filhos adotivos está solteira.