Whitney Houston morreu há sete anos mas o seu nome ainda se vê arrastado em polémicas. A última dá conta de um romance lésbico entre a cantora de “I Will Always Love You” e uma amiga de longa data.

Robyn Crawford, de 58 anos, foi assistente pessoal da cantora durante 20 anos e sua amiga privada. Agora, conta que viveu um romance com Houston no início da carreira da cantora e explica de que forma terminou, no livro “A Song For You: My Life With Whitney Houston”.

Crawford alega que as duas se conheceram em 1980 e que rapidamente a amizade se tornou em paixão. No livro também é relatada a primeira experiência sexual entre as duas.

Tirámos as nossas roupas e pela primeira vez tocámo-nos. Qualquer que fosse a energia que tínhamos entre nós, expressámo-la através dos nossos corpos naquela noite. Foi libertador e honesto. Foi ternurento e amoroso”, pode ler-se no livro, cujos trechos foram publicadas pelo “Daily Mail”.

Whitney Houston vai ter novo álbum e tour em holograma

“Não era sobre o facto de dormirmos juntas. Nós estávamos nuas. Podíamos estar sem roupa e não tínhamos de nos esconder. Podíamos confiar uma na outra com os nossos segredos e sobre quem éramos. Éramos tudo uma para a outra”, escreveu Crawford no livro.

É neste livro que explica que o romance terá terminado no momento em que Houston assinou o seu primeiro contrato. Terá sido nesta altura que a cantora cortou com as intimidades. Disse-lhe isto enquanto lhe passava uma Bíblia para a mão.

“Ela disse que não podíamos ter mais contacto físico, uma vez que ia tornar a sua jornada mais difícil. Ela também disse que queria filhos um dia, e que viver este tipo de vida significava que ia para o inferno.”