Uma década depois da publicação do livro, o filme trouxe um olhar diferente para esta história, com uma nova audiência e apelo pelo verão italiano dos anos 80. O agora best seller “Chama-me pelo Teu Nome” foi publicado em 2007 por André Aciman e adaptado ao cinema em 2017 por Luca Guadagnino.

Apesar de o romance ter tido sucesso aquando da publicação — André chegou a ganhar o prémio literário Lambda para ficção gay —, o filme tornou esta história num fenómeno mundial. Dez anos depois da sua publicação inicial, o romance “Chama-me Pelo Teu Nome” chegou à lista de livros best sellers.

Lembra-se do seu primeiro beijo? Histórias românticas, terríveis e engraçadas

Tanto o livro como o filme deixaram muitos fãs ansiosos pelo reencontro entre os personagens principais. Mas se está à espera de uma típica sequela do primeiro livro — e o continuar da história de amor de Elio e Oliver —, vai ficar desiludido.

O autor revela, numa entrevista à “Vogue“, que “Find Me”, o seu 50.º romance, não é uma sequela óbvia de “Chama-me pelo Teu Nome” porque se foca principalmente numa personagem secundária do primeiro livro. Vai precisar de ler 100 páginas até Elio aparecer na história e ainda mais páginas para reencontrar Oliver. O autor tentou voltar a entrar na história de Elio e Oliver, mas ao fim de dez anos desistiu da ideia porque não estava a resultar.

Capa do novo livro de André Aciman, autor do best seller "Call Me By Your Name"

Em 2016, André Aciman conheceu uma mulher num comboio. Ela pediu-lhe para tomar conta do seu cão enquanto usava a casa de banho e ele começou a escrever uma história à volta desta mulher. Quando deu por si, tinha mudado o foco da história para o pai de Elio e voltou, oficialmente, a escrever a sequela.

“Find me” começa exatamente com esta cena do agora solteiro pai de Elio, que encontra Miranda, uma mulher com metade da sua idade com a qual vai ter um caso. Samuel vai até Roma para visitar o filho, que se tornou num pianista de sucesso. O livro retoma a história, mas uma década depois do romance entre Elio e Oliver. E embora a vida os tenha separado, eles ainda pensam um no outro. André conta a história destas duas personagens, com vidas bastantes diferentes, mas a narrativa principal, e a maior parte da sequela, pertence a Samuel, pai de Elio, e à nova namorada, Miranda.

Qual foi o livro mais vendido no ano em que nasceu?

E embora a mulher verdadeira, inspiração de Aciman, tenha deixado o comboio algumas paragens depois, Miranda continuou na história.

Quanto a uma adaptação de “Find Me” ao grande ecrã, Guadagnino já falou publicamente que gostava de dirigir a sequela mas que queria dar grande destaque à crise da sida. Mas não deixa de lado a hipótese de se sentar com o autor do livro e combinar as duas versões num novo filme de sucesso.

A versão portuguesa do novo romance só chega às livrarias a 29 de outubro, mas a edição inglesa já pode ser comprada e tem um custo de 15,50€.