Esta quarta-feira, 16 de outubro, Marcelo Rebelo de Sousa reuniu-se com 40 influenciadores digitais no Palácio de Belém, em Lisboa. O objetivo? Conhecer cada um dos convidados — onde se incluíam nomes como Sea3po, Raquel Strada ou Mafalda Sampaio — e discutir alguns temas de interesse da comunidade. Nos dias seguintes saíram algumas notícias sobre o encontro, mas nem toda a gente ficou contente com o que foi escrito.

Sem que nada fizesse prever, Marcelo marcou uma reunião com algumas das principais figuras do mundo digital —saberíamos mais tarde que o Chefe de Estado decidiu organizar conversas com jovens da geração pós-25 de Abril, sem filiação partidária. E foi de forma inesperada que Alice Trewinnard e todos os outros criadores de conteúdos aceitaram o convite. “Fiquei muito contente e senti-me honrada”, conta à MAGG a youtuber de 29 anos que, acrescenta, também ficou feliz “por saber que o Presidente estava interessado em reunir com várias pessoas com papel ativo nas redes sociais.”

Diogo Piçarra vai ser pai — e anuncia no dia de anos

O que não a deixou satisfeita foi o que a imprensa escreveu no dia seguinte. Em relação ao propósito da reunião e do debate que decorreu (uma das principais incógnitas na altura), o jornal “Expresso” afirmou que na sessão se falou “de moda, de crianças, de humor, de novelas e pouco ou nada de política”.

Já o jornal “Público“, o mais criticado no Instagram pelos influenciadores convidados, descreveu os presentes como “personalidades light das redes sociais”, acrescentando que a sessão se prolongou “mais do dobro do que o previsto, por causa da exigência dos convidados em tirar fotografias”.

Desagradados com as afirmações, vários influenciadores partilharam vídeos e fotografias onde desmistificaram a visita e o tempo gasto na sessão de fotografias — além de criticarem a forma como foram descritas nos vários artigos.

Entre as diferentes figuras, Inês Mocho, Helena Magalhães ou até Mariana Soares Branco (que não esteve presente no evento), partilharam o seu desagrado com os comentários que, afirma Mariana no Instagram, desvalorizam “em praça pública pessoas que com 20 ou 30 anos inovaram e montaram sozinhas um negócio próprio”.

Em relação à descrição do Público das convidadas como “mulheres bonitas”, Mariana acusa o jornal de um “machismo encapuçado”. “Esta ideia de que porque (também) gostamos de batons somos umas Barbies ocas sem nada na cabeça devia estar ultrapassada”, remata.

À MAGG, Alice Trewinnard recorda que o evento teve início pelas 14 horas. Marcelo Rebelo de Sousa guiou a sessão que começou pela apresentação de cada uma das convidadas, e que seguiu “para uma conversa informal sobre alguns temas”.

Hugo Strada. “Eu tenho uma veia artística muito grande, que consegue criar e fazer coisas diferentes”

Entre os vários assuntos, Alice diz que foram debatidas questões como a sustentabilidade, a saúde mental, igualdade de género e direitos LGBT.

Em relação à sessão de fotos do presidente que preencheram o feed do Instagram, a youtuber diz que decorreram no final da sessão, que teve a duração aproximada de quatro horas. “Algumas pessoas pediram para tirar uma fotografia individual com o senhor Presidente e, depois de terminadas as fotografias individuais, tirámos uma fotografia oficial de grupo”. E garante: “A sessão de fotografias levou no máximo 10 minutos.”