Estávamos em outubro de 2018 quando na reportagem “Amor Cego”, do programa “Vida Suspensa”, Francisco D’Eça Leal acusou Elisabete Rodrigues, mais conhecida pelo nome artístico Maria Leal, de o ter enganado e de o ter deixado na miséria.

Durante o programa, as revelações foram surpreendentes e as atenções viraram-se para o casal que, apesar de separado, ainda hoje permanece casado. “Aproveitou-se de mim. Eu fiquei cego por causa do amor e fazia tudo o que ela queria”, explicou Francisco à jornalista Sofia Pinto Coelho.

Segundo revelou durante a reportagem, Francisco herdou aos 21 anos uma fortuna que lhe dava estabilidade. Além de dois apartamentos avaliados em 450 mil euros e cerca de 540 mil euros em dinheiro, tinha ainda dois apartamentos deixados pelo pai.

Terá sido Maria Leal que, alegadamente, gastou parte deste dinheiro quando assumiu uma relação com Francisco — que hoje depende da ajuda da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa para sobreviver.

Face às acusações, a cantora reagiu e afirmou sentir-se “difamada de forma gratuita em horário nobre” e prometeu não prestar mais declarações sobre o caso. No entanto, poucos dias depois foi entrevista no Jornal da Noite”, da SIC, para contar a sua versão dos factos.

As 10 acusações mais polémicas do ex-marido de Maria Leal

Voltou a dizer-se inocente de todas as acusações e exigiu a verdade. “Estou a ser julgada em praça pública e já sofri ameaças. Quero a verdade acima de tudo porque eu vivo da minha carreira que construí sozinha, sem precisar de ninguém”, disse.

Um ano depois da reportagem polémica que pôs Maria Leal no centro das atenções, o programa “Vida Suspensas” da SIC vai regressar para uma nova temporada — e, tal como na edição anterior, vai ser conduzido pela jornalista Sofia Pinto Coelho.

O anúncio foi feito através da página oficial de Instagram da estação com um teaser promocional. Na legenda ao vídeo, lê-se: “‘Vidas Suspensas’, o programa líder de audiências está de volta. Casos reais de futuro incerto. São histórias de vida, de esperança perdida e de sonhos desfeitos.”

A estreia está marcada para terça-feira, 15 de outubro. Tal como na primeira temporada do programa, também esta vai ser servir como segmento do “Jornal da Noite”. Por enquanto, desconhece-se quais vão ser os casos a fazer parte dos novos episódios.