Depois da polémica entre Luciana Abreu e Yanick Djaló, a cantora e atriz voltou a ser notícia pelas queixas de violência e divórcio com Daniel Souza, com quem esteve casada pouco mais de um ano.

A guerra entre Luciana Abreu e Daniel Souza começou pouco tempo depois de as filhas gémeas, Valentine e Amoor, agora com 1 ano e meio, terem nascido e agravou-se com a luta pela custódia. Luta essa que acaba de chegar ao fim.

De acordo com a revista “Vidas“, foi anunciada a decisão de que a cantora e atriz fica com a guarda das filhas numa audiência que decorreu esta terça-feira, 24 de setembro, no Tribunal de Cascais. Daniel Souza ficará com as filhas um fim de semana, de 15 em 15 dias, e as férias serão partilhadas entre os dois.

Luciana Abreu reage às declarações de Yannick Djaló e diz ter sido vítima de violência doméstica

Nesta audiência também deveria ter sido concluído o processo de divórcio litigioso, no entanto, o guia turístico não compareceu, tendo estado sido representado pelo advogado. Foi este quem transmitiu à juíza do caso que Daniel Souza quer manter o apelido Abreu e quer receber uma pensão de alimentos.

Enquanto que Luciana Abreu saiu do Tribunal de Cascais de forma discreta, para evitar os jornalistas, Rui Bacelar, advogado de Daniel Souza partilhou com estes que “o Daniel ainda não fala porque não está tudo fechado e quando falar vai explicar tudo do que é acusado.”