Eduardo Beauté há muito que preparava a abertura do seu novo salão. Ironicamente, morreu a 7 de setembro, na semana para a qual estava marcada a inauguração do novo espaço. O cabeleireiro foi encontrado morto em casa aos 52 anos, mas a equipa que o acompanha decidiu manter a data de abertura por si escolhida: 9 de setembro.

O novo salão chama-se Les beLLís e fica na Rua Rodrigo da Fonseca, perto do salão que manteve em atividade na Avenida da Liberdade, em Lisboa, e que foi obrigado a fechar por questões financeiras.

Os clientes do novo salão ficaram a saber, através de uma mensagem escrita, que teriam direito a uma oferta “em memória” de Beauté. Mas a mensagem é dúbia e houve quem pensasse que o serviço seria totalmente grátis. “Não, isso era impossível”, explica um dos funcionários do novo salão.

“O novo salão E. Beauté já abriu na Rua Rodrigo da Fonseca 54A. Em sua memória terá uma oferta na sua primeira marcação”. Foi esta a mensagem recebida pelos clientes, situação que deu aso a uma notícia da “Flash” a falar de “golpe de marketing” e que essa oferta é referente a um corte de cabelo. Mas não.

O que vai acontecer aos três filhos de Eduardo Beauté?

A MAGG contactou o salão e confirmou que os funcionários querem simplesmente fazer aquilo que Eduardo tinha previsto fazer na inauguração do seu novo espaço. “Vamos oferecer uma flor a cada primeiro cliente”, explica-nos o funcionário.

O novo salão vem substituir aquele que Beauté manteve na Avenida da Liberdade durante mais de dez anos. Na altura do encerramento, o cabeleireiro foi acusado de ter já várias rendas em atraso, notícia que negou, explicando que simplesmente não lhe era possível comportar o aumento da renda e que, por isso, iria sair.

Para o futuro está prevista também a abertura de uma academia com o nome de Eduardo Beauté, uma espécie de escola com atribuições de bolsas de estudo aos aluno que mostrem mais talento e criatividade.