Júlio Isidro foi submetido a uma cirurgia devido a um aneurisma com 5,9 centímetros na aorta, uma das principais artérias do coração. A operação decorreu no hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, e o apresentador já se encontra em casa a recuperar.

A notícia foi dada pelo próprio na sua página de Facebook, a 9 de setembro, e, uns dias depois, a 11, foi feita uma nova atualização.

“Dizer que sim à vida” é o título dado ao texto onde Júlio Isidro conta como ocorreu a conversa entre ele e o médico e a necessidade de fazer uma intervenção cirúrgica. “Sabe que tem um assassino silencioso dentro de si? Quando rebenta, a possibilidade de sobrevivência é muito baixa. Porque só agora veio a esta consulta?”, perguntou o médico do apresentador, de acordo com a publicação.

“Então vamos operar porque a minha vida não é morrer. Tenho duas filhas a crescer ainda mais e uma mulher que é o Euromilhões da minha existência. E os aviões, e os livros, e viagens e alguns amigos”, continua. “Agora que já fez uma angiografia às coronárias que estão em bom estado para a sua “antiguidade” tem que ser operado até ao fim do ano. Mas se aumentasse mais um centímetro já não saía daqui”, disse o médico.

Morreu a filha de Eunice Muñoz

Segundo o mesmo texto, o apresentador foi internado a 3 de setembro e intervencionado no dia a seguir. A operação consistiu em colocar “uma prótese com quatro ramos por dentro da aorta na zona do aneurisma para que a circulação se passe a fazer através dela”. Depois da cirurgia, regressou a casa para recuperar.

Uma semana depois da intervenção, Júlio Isidro voltou a publicar um texto no Facebook onde dizia ter renascido. “De volta ao começo. Foi há uma semana, e o meu pai que faria anos nesse dia, esteve à minha cabeceira da esperança”, começa por dizer. “Passou, passou e só ficam as memórias de uma vitória que vai cicatrizando com o tempo. Renasci, voltando à Renascença para fazer com a Sónia Santos as minhas rubricas ‘O canto do cota’ e ‘No tempo do bilas’”.