Chuva em agosto? Saiba como aproveitar este mau tempo na cidade

Hambúrgueres, cinema, cumbia, cursos e cocktails. Agosto quer-se com sol, mas mesmo com chuva há muita coisa para fazer em Lisboa e Porto.

O mau tempo não dura para sempre. Mas até que a chuva passe, afoguemos as mágoas em comida de conforto

Acordámos, abrimos a janela e quase que tivemos que confirmar no ecrã do telemóvel em que dia estávamos. É que ainda que o calendário marque 8 de agosto, o tempo lá fora aponta mais para um final de outubro ou início de março. Isso, ou durante a noite o planeta decidiu dar uma sacudidela e acordar com os hemisférios trocados e, de repente, Portugal assumiu o lugar do Peru.

Para quem tirou estes dias para ir a praia, lamentamos, mas vai ter que mudar de estratégia. Porém, a chuva não é o fim do mundo e até há formas divertidas de passar estes dias que pedem mais casa, comida de conforto e só não dizemos mantinha porque, lá está, neste Portugal tropical estão 25 graus.

Reunimos seis sugestões, em Lisboa e Porto, para que possa fazer render estes dias sem biquíni.

1. Comer um hambúrguer da nova hamburgueria vintage de Lisboa

Todos os hambúrgueres — à excepção dos vegan, por razões óbvias — são feitos com carne orgânica

Chama-se Dallas e se seguir a linha dos outros restaurantes do grupo — o Janis e o Farès — os olhos aqui comem tanto como o estômago. Abriu no Cais do Sodré e apresenta-se como uma hamburgueria com decoração tipo diner americano e uma carta cheia de comida de conforto.

Os hambúrgueres são os protagonistas e, seja qual for a opção, saiba que a carne aqui é orgânica e o pão brioche é grelhado no momento.

Numa versão mais clássica há o Heritage, com carne, alface, cebola caramelizada, mostarda e ketchup (6,90€) ou, para aqueles dias de maior loucura, o Dallas double, com dois hambúrgueres, alface, queijo provolone, cebola caramelizada, pickles e molho da casa (11,50€).

Há também duas opções vegan e, para acompanhar, batatas fritas ou salada.

O Dallas está aberto todos os dias na Travessa dos Remolares, número 41, das 12 às 24 horas.

2. Baile Tropicante no Musicbox

O Dj Flama Blanca toma conta dos discos desta sexta-feira

Vamos aproveitar este clima tropical para dar tudo na cumbia que passa esta sexta-feira, 9 de agosto, no Baile Tropicante do Musicbox. O rei da festa, o DJ La Flama Blanca promete “calor, playa, sexo, placer, noches enigmaticas, noches calientes, cerveja, ron, friki-friki, segura o tchan”. É preciso dizer mais alguma coisa? Talvez só o preço — 8€ consumíveis — e lembrar que a festa começa à meia-noite.

3. Lembrar João Gilberto no cinema

O cantor brasileiro morreu dia 6 de julho, aos 88 anos

O cinema Monumental, ainda que fechado, reserva uma sala para filmes especiais. E este é um deles.

Durante o mês de agosto, o filme “Onde Está Você, João Gilberto?” passa um dia por semana e conta a história do realizador George Gachot que segue no filme os passos do escritor alemão Marc Fisher em busca do fundador da Bossa Nova, percorrendo as ruas do Rio de Janeiro.

As sessões começaram a 3 de agosto e as próximas estão marcadas para os dias 10, 18 e 25.

4. Beber um copo no Machimbombo

O bar abriu em julho na Calçada do Combro

Apresentam-se como quatro party animals que preferem não ser reconhecidos pelos verdadeiros nomes. Preferem ser reconhecidos, sim, pelo trabalho que fazem no Machimbombo, o novo bar da Calçada do Combro que promete juntar num só espaço bons cocktails e preços competitivos.

Cheila Tavares e Semi M’Zoughi são os reis das misturas e são eles que preparam os 12 cocktails da carta. Entre eles destacamos o Breakfast Club, com gin, granola e framboesa (9€) ou o Not Pina Colada, com whisky escocês, coco, banana, ananás, soda e folha de figo (9€).

Em breve, haverá um menu de comida a acompanhar tudo isto e, ao fim de semana, prepare-se para um brunch que mistura cocktails com petiscos, das 13 horas até quando a festa durar.

O Machimbombo fica na Calçada do Combro, número 87, e está aberto das 18 às duas da manhã e, ao fim de semana, até às 3 horas. Para já fecha à segunda-feira, mas em breve passa a abrir todos os dias.

5. Curso de costura no Porto

Há cursos pensados para crianças e outros, temáticos, para adultos

É uma oficina aberta a todos os que gostem de trabalhos manuais. O Gira Terra Oficina de Artes fica no Porto, junto ao Marquês, e quase todos os dias está aberto com atividades diferentes. Desde ioga a macramé, bordados a olaria, há um pouco de tudo e os eventos vão sendo anunciados nas redes sociais.

Para os próximos dias estão marcadas aulas de costura. A primeira começa a 8 de agosto e é pensada para pôr as crianças a manusear pela primeira vez uma máquina de costura. O curso decorre das 14 às 17 horas, todas as quintas-feiras de agosto e custa 80€. Já aquele que começa no sábado, dia 10, e já a pensar nos adultos, será ensinado os moldes para roupa de praia. Neste caso são também quatro aulas de três horas de duração até ao fim do mês.

6. Aproveitar o dia da asneira no Noshi Café

Por mais 2€, o Smothie Exótico vem servido dentro de um ananás

Todas as dietas merecem uma pausa e agora essa facada pode ser dada no Noshi, o café do Porto que nos habituou a ementas saudáveis e fotogénicas.

Ainda que não abandone esta linha que alimenta corpo e alma, decidiu acrescentar à carta uma sobremesa a que deu o nome de Cheat Day (6€), o tal dia da asneira. Leva Baileys, gelado artesanal de chocolate e café, chocolate negro derretido, coco ralado, amêndoa crocante e framboesas.

Mas as outras novidades da carta não são assim tão pecaminosas. Há um Smoothie Exótico (6€) feito com uma mistura de frutos tropicais que, se o cliente quiser, pode ser servido num ananás. E há uma nova tosta a aproveitar esta época de frutos vermelhos. Chama-se Tosta Mirtyllus e leva queijo creme, mirtilos, sementes e mel (5,50€)

O Noshi está aberto todos os dias, das 9 às 19 horas na Rua do Carmo, números 11 e 12. Ao domingo, o horário é das 10 às 18 horas.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]