Noiva desempregada tem casamento de mais de 100 mil euros graças aos pais — e a internet não perdoou

A noiva Emily não abdicou de despedidas de solteira, uma festa extravagante e até fogo de artifício. No final, os pais pagaram a conta.

A noiva norte-americana perdeu o emprego pouco depois de ficar noiva

Eric Ward / Unsplash

Já sabemos que os casamentos têm custos e que nem sempre é fácil para os noivos suportarem as despesas: muitos recorrem a empréstimos, outros aproveitam as prendas de casamento para abater os custos, outros ainda contam com algumas ajudas dos pais.

No entanto, uma noiva norte-americana foi alvo de muitas críticas depois de partilhar no site Refinery29 o quão caro foi o seu casamento, que foi suportado, em grande parte, pelos pais. O valor? Entre preparativos, espaço, custos de igreja, cerimónia e festa (que incluiu fogo de artificio), a conta do casamento rondou os 147 mil euros.

Natural do estado do Arizona, nos Estados Unidos, Emily, a noiva, contou no site que os pais pagaram por praticamente tudo: “Paguei alguns extras, como os presentes das minhas damas de honor, mas perdi o meu emprego um mês a seguir a ter ficado noiva, por isso não tinha qualquer rendimento durante grande parte do tempo em que estive a planear o casamento”.

Emily não pagou nada, mas o mesmo não se pode dizer do noivo. O companheiro da norte-americana assumiu os custos do anel de noivado, de uma viagem ao Canadá para celebrar o compromisso, do seu fato de casamento e da festa de despedida de solteiro. Os pais do noivo também contribuíram com cerca de 4.500€ para a lua de mel e pagaram o jantar de ensaio para 75 pessoas. Tudo o resto foi assumido pelos pais da noiva.

A norte-americana contou que sempre soube que os pais iam pagar o casamento, mas sentiu-se culpada. No entanto, Emily sabia que um casamento grande iria ser dispendioso.

“Estou extremamente grata aos meus pais por nos terem proporcionado um dia maravilhoso, e por dez meses de noivado cheios de festas, provas de vestidos, despedidas de solteiro, etc.. Já que não estava a trabalhar, iria ter de abdicar de muitas dessas coisas, mas os meus pais tornaram-nas possíveis e só tive de aproveitar e não me preocupar com custos”, partilhou a noiva.

Apesar da grande festa a que teve direito, Emily não acredita que os casais peçam empréstimos ou fiquem com dívidas para pagar um casamento. “Se não conseguem suportar financeiramente um grande casamento, não o façam. É a união que é importante, não a festa”, disse a noiva, embora reconheça que lhe é fácil falar desta forma, dado que conseguiu ter o casamento dos seus sonhos sem custos ou dívidas contraídas.

Mas a internet não perdoou e na caixa de comentários do site referente à história do casamento de Emily, os utilizadores não se contiveram. “Isso é uma casa”, escreveu um utilizador, referindo-se aos custos da festa. “Não consigo imaginar planear um casamento extravagante como este estando desempregada. Isso é de loucos”, “Isso é um desperdício de dinheiro, os teus pais podiam-no ter guardado para a reforma. Que mimada” foram outras das reações.

Um utilizador reforçou também que Emily poderia ter casado no registo civil, gastando cerca de 20€, e outro reforçou que a noiva não pagou o seu casamento, mas sim os pais.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]