O edifício mais alto de Londres, no Reino Unido, foi novamente alvo de um alpinista: pela segunda vez em apenas dois anos, alguém conseguiu contornar a segurança do The Shard, e escalar o arranha-céus com cerca de 300 metros de altura.

Por volta das cinco da manhã de 8 de julho, as autoridades foram chamadas ao local e conseguiram testemunhar a escalada deste aventureiro, que tentava alcançar o topo do prédio sem arnês ou cordas.

De acordo com declarações da Scotland Yard ao “Daily Mail”, as autoridades britânicas, juntamente com a segurança do edifício, conseguiram trazer o homem para o interior do prédio, mas sofreu represálias. Para além de não ter ficado ferido, o alpinista não foi detido e acabou por sair em liberdade.

O alerta foi dado pelas cinco da madrugada de 8 de julho

Twitter

O arranha-céus de 95 andares, que abriga vários escritórios, restaurantes e até um hotel, já foi considerado um dos maiores alvos do Reino Unido para possíveis ataques terroristas ou protestos.

Universidade holandesa só vai contratar mulheres no próximo ano e meio

Devido a estes dois incidentes com alpinistas citadinos, a administração do The Shard vai rever os seus protocolos de segurança. Até à data, a identidade deste aventureiro não foi divulgada pelas autoridades.