Desde 2017 que Kevin Spacey tem visto o seu nome envolvido em vários episódios de assédio sexual. No seguimento do movimento Me Too, surgiram várias acusações contra o ator, entre elas a de Anthony Rapp, que acusou Kevin Spacey de o seduzir quando este tinha apenas 14 anos.

Mais recentemente, o protagonista de “House of Cards” foi também acusado de agressão sexual, num episódio que aconteceu em 2016: alegadamente, o ator norte-americano terá apalpado os genitais de um jovem de 18 anos, sem consentimento, num bar em Nantucket, nos Estados Unidos, onde este trabalhava como empregado de mesa.

Agora, e de acordo com a publicação “Variety”, a alegada vítima, cuja identidade não foi divulgada, desistiu do processo civil contra o ator relativo a este acontecimento. Kevin Spacey ainda é esperado em tribunal para responder a acusações de conduta indecente no decorrer do episódio de 2016.

A história que praticamente retirou o Óscar das mãos de James Franco

O advogado da vítima não quis adiantar as razões pelas quais o processo civil foi retirado, sendo que Kevin Spacey se declarou inocente relativamente às acusações.

De acordo com o advogado do ator, a alegada vítima teria uma motivação financeira que a levou a tecer estas acusações.