As férias escolares sempre foram sinónimo de uma grande paragem no verão, com crianças e jovens a conseguirem usufruir de quase três meses de férias entre junho e agosto, para além das interrupções letivas mais alargadas no Natal e na Páscoa.

Mas no ano letivo de 2019/2020, os seus filhos vão ter ainda mais férias: de acordo com o calendário escolar do ensino público para o próximo ano escolar, publicado a 18 de junho em Diário da República, as aulas vão ter uma interrupção de praticamente três semanas na altura do Natal — mais concretamente, o primeiro período termina a 17 de dezembro de 2019, com o segundo a iniciar-se apenas no dia 6 de janeiro.

Depois das férias do Natal, volta a existir uma nova interrupção letiva para celebrar o Carnaval entre 24 e 26 de fevereiro, e o segundo período de aulas termina a 27 de março.

A ansiedade e os traumas de pais e filhos no dia em que as crianças entram na creche

Seguem-se as férias da Páscoa até dia 13 de abril, com o terceiro e último período de aulas a ter inicio no dia seguinte, a 14 do mesmo mês.

Já as férias de verão e o final do ano letivo têm datas diferentes consoante o ano de escolaridade, e também devido à realização das provas de aferição e dos exames nacionais: os alunos do 9.º, 11.º e 12.º ano acabam as aulas a 4 de junho, os do 5.º ao 8.º e ainda os do 10.º terminam a 9 de junho, e a 19 de junho o ano letivo acaba para os alunos do pré-escolar e do ensino básico.