É oficial: nunca estivemos tão viciados em histórias de crimes como hoje em dia. Depois de “Making a Murderer” (que já conta com duas temporadas), da série documental “O Desaparecimento de Madeleine McCann” e de produções inspiradas em factos reais como “The Act”, chega agora um novo documentário sobre uma história violenta entre dois jovens norte-americanos, com uma rapariga de 17 anos a incentivar o próprio namorado a cometer suicídio.

“I Love You, Now Die: The Commonwealth Vs. Michelle Carter” conta a história de Michelle Carter e Conrad Roy, dois jovens de 17 e 18 anos (idades à data da morte de Conrad Roy), respetivamente, que se apaixonaram em 2012. Tal como se pode ler no início do trailer já divulgado pela HBO, o casal “vivia a uma hora de distância e não se encontraram mais do que cinco vezes”. No entanto, “trocaram centenas de mensagens ao longo de dois anos” — cerca de 60 mil, para sermos mais específicos.

Dois anos depois de ter conhecido Michelle Carter, o jovem de 18 anos tirou a sua própria vida no que aparentava ser um trágico suicídio: Conrad Roy morreu intoxicado por monóxido de carbono dentro da sua carrinha, depois de se ter trancado no veículo.

No entanto, no decorrer da investigação da morte do jovem norte-americano, os detetives encarregues do caso descobriram várias mensagens de texto de Michelle Carter a incentivar o namorado a matar-se.

Também no trailer deste novo documentário, podem ler-se mensagens de Michelle Carter a encorajar Conrad Roy para cometer suicídio, mesmo quando este demonstrou sinais de arrependimento, afirmando estar “assustado”: “É normal estares assustado. Afinal, estás prestes a morrer”, foi uma das mensagens de texto enviadas pela jovem. Michelle Carter também terá dito ao namorado para voltar para dentro da carrinha depois de este ter saído da viatura durante uma chamada telefónica.

Os 7 melhores documentários de crime para ver na Netflix

Em junho de 2017, Michelle Carter foi condenada por homicídio involuntário e está, desde fevereiro deste ano, a cumprir uma pena de 15 meses de prisão. No entanto, a condenação da jovem norte-americana levantou uma questão pertinente: se alguém encoraja uma pessoa a tirar a própria vida a quilómetros de distância, deverá ser responsável pelo que sucede a seguir?

Esta história trágica é analisada ao detalhe em “I Love You, Now Die: The Commonwealth Vs. Michelle Carter”, o novo documentário da HBO que deverá estrear-se no verão de 2019 — apesar de ainda não existir uma data de estreia oficial, é esperado que o documentário seja dividido em duas partes, à imagem do que já aconteceu com “Leaving Neverland”.