Nesta ilha tropical não há atrações turísticas, praias paradisíacas ou resorts de luxo para a sua próxima escapadinha a dois. Fica nas Ilhas Turcas e é uma ilha muito diferente daquela a que está habituado, precisamente porque está repleta de cães resgatados das ruas, prontos para serem acolhidos por famílias adotivas — e qualquer um se pode candidatar.

Esta é uma iniciativa organizada pela associação Charity Potcake Place que, desde 2005, tem resgatado e dado abrigo a vários cães abandonados ou vítimas de violência por parte dos seus antigos donos.

Por mês são recolhidos cerca de 50 a 70 animais abandonados e uma média de 500 são adotados todos os anos por famílias que procuram a associação, que tem ao seu cuidado animais de raças como Retriever de Labrador, Pastor Alemão ou Fox Terrier.

A melhor parte? Qualquer pessoa que se identifique com o trabalho desempenhado pela organização sem fins lucrativos pode candidatar-se como família de acolhimento. O único requisito obrigatório, segundo faz saber a Charity Potcake Place, é que os candidatos “tenham mais de 25 anos e entendam que este é um compromisso de dez a 15 anos.”

Porque é que os cães inclinam a cabeça quando falamos com eles?

O formulário de candidatura está disponível na página oficial da associação que, garante, pretende agilizar todo o processo de adoção junto das famílias interessadas ao ceder os animais nas melhores condições possíveis. Isto significa que todos os animais terão as vacinas em dia.

Todos os animais da Potcake terão um boletim de vacina onde poderá consultar todos o historial de saúde do animal, bem como um certificado veterinário do médico que o acompanhou desde que chegou até que saiu da ilha”, lê-se ainda no site oficial.

Se a ideia for ter um animal transportado das Ilhas Turcas para sua casa, a Charity Potcake Place garante o transporte aéreo para que não tenha de pagar nada por isso.

A adoção é totalmente gratuita mas os responsáveis incentivam as pessoas a fazerem donativos. O objetivo? Melhorar os sistemas de recolha e de preservação da vida animal na ilha — que está aberta a todo o tipo de visitantes que queiram estabelecer um primeiro contacto com os animais.