Numa viagem há muito mais para ver do que museus, monumentos ou praias. Foi a pensar nisto que o jornal britânico “The Guardian” elaborou uma lista dos 40 lugares e respetivos eventos e atividades a não perder em 2019, passando por todos os continentes. A ilha da Madeira aparece como um dos lugares europeus a visitar este ano.

Segundo o jornal britânico, o arquipélago português está “ocupado” a deixar de ser um lugar “gentil”. A Madeira está a crescer no mundo do surf, com destaque para a costa norte. Há ainda outras atividades que se estão a intensificar, como o parapente, canyoning (desporto radical que consiste na descida de cursos de água montanhoso, como cascatas),  o mountain bike ou o coasteering (atividade física que se caracteriza pelo movimento ao longo da costa, a pé ou a nado, sem a ajuda de barcos, e engloba atividades como escalada, natação, saltos aquáticos, entre outros).

As montanhas madeirenses também são distinguidas, com destaque para as corridas em trilhos que, a 27 de abril, vão receber o Madeira Island Ultra Trail, bem como o Ultra Skyrunning Madeira, que acontece de 31 de maio a 1 de junho.

O “The Guardian” também evidencia a arquitetura do alojamento turístico do arquipélago português, como são exemplo o Lido Beach Club, o hotel Pestana Casino Park — projetado pelo arquiteto de renome Oscar Niemeyer e que tem vista para a baía de Funchal — e ainda o luxuoso hotel Savoy Palace, que vai abrir em junho e que dispõe de 352 quartos.

14 coisas deslumbrantes (e deliciosas) a não perder na Madeira e no Porto Santo

Ao longo do ano também vai haver celebrações que marcam os 600 anos desde que os navios portugueses desembarcaram pela primeira vez na ilha de Porto Santo.

Na Europa, o arquipélago português divide a lista com a Normandia (com as comemorações dos 75 anos depois das operações de desembarque durante a Segunda Guerra Mundial, conhecido como o Dia D), com as paisagens selvagens das Ilhas Faroé, com a Alemanha (com destaque para os 30 anos desde a queda do muro de Berlim), com o festival de vinhos em Vevey, na Suíça, com o campeonato do mundo de futebol feminino que decorre em junho em França ou ainda com a gastronomia de excelência de Lyon também no mesmo país.