Homenagem a XXXTentacion no segmento In Memoriam dos Grammys foi rejeitada

A equipa de representantes de XXXTentacion tinha ainda intenção de colocar o rapper na lista de nomeados para Artista Revelação.

O passado problemático do autor do álbum "17" pode ter pesado na decisão

Getty Images

XXXTentacion, rapper norte-americano assassinado em junho do ano passado, não foi incluído na lista de artistas homenageados no segmento In Memoriam dos Grammys. Segundo a “Variety”, a omissão do artista foi uma escolha intencional da The Recording Academy, organização responsável pelo evento.

Todos os anos a organização dos Grammy reserva um momento da gala de entrega de prémios para homenagear artistas que faleceram no ano anterior, celebrando o legado por eles deixado. De acordo com as fontes citadas pela revista, representantes de Jahseh Onfroy, reconhecido pelo nome artístico XXXTentacion, tentaram repetidamente entrar em acordo com os responsáveis do evento, de forma a que o artista fosse reconhecido e homenageado. No entanto, a proposta foi recusada devido ao histórico polémico do artista, no qual constam acusações de violência doméstica contra a namorada, grávida à época.

Segundo avança a “Vulture”, a equipa de representantes de XXXTentacion chegou mesmo a criar uma campanha para conseguir colocar o nome do autor do álbum “17” na lista de nomeados. A proposta passava por inserir o artista em várias categorias do evento, incluindo a de artista revelação, e também acabou recusada.

A possibilidade de XXXTentacion aparecer na lista de homenageados já tinha sido discutida em dezembro, após a divulgação da lista de nomeados. Nessa época, Neil Portnow, presidente da Recording Academy, foi questionado pela “Rolling Stone” sobre a possibilidade do Rapper ser inserido no In Memoriam, admitindo que a tomada de tal decisão lhe parecia um “desafio assustador”, como cita a “Variety”.

O segmento In Memoriam da edição de 2019 dos Grammys contou com uma vídeo-montagem de fotografias e vídeos das várias personalidades homenageadas, intercaladas com excertos de músicas assinadas pelas mesmas. Os momentos que antecederam a homenagem ficaram marcados pelo já tradicional discurso de Neil Portnow. Entre a lista de personalidades relembradas estavam nomes como Avicii, Mac Miller, Carol Channing e Joe Jackson.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]