Tia de Georgina Rodriguez diz que a sobrinha é “uma desavergonhada”

Familiar mostrou-se indignada com o facto de não ter sido avisada acerca da morte do pai da companheira de Ronaldo.

De acordo com a imprensa espanhola, Georgina não responde aos telefonemas da família

Os últimos dias não têm sido fáceis para a atual companheira de Cristiano Ronaldo, que perdeu o pai. Ainda assim, a modelo volta a estar no centro de uma polémica que envolve a família. Depois da morte de Jorge Eduardo Rodríguez Gorjón, a jovem tem sofrido ataques por parte de alguns familiares, nomeadamente a sua própria tia que a acusa de ser uma “desenvergonhada”.

De acordo com a imprensa espanhola, a tia em questão garante que Georgina não responde aos telefonemas da família, não a avisou da morte do pai e que são vários os familiares indignados.

Em entrevista telefónica no programa de televisão “Socialité“, da Telecinco, a tia de Georgina Rodríguez afirmou que esta cortou relações com vários familiares. Este afastamento aconteceu, supostamente, pouco depois do nascimento de Alana Martina, a 12 de novembro de 2017.

A tia afirma que a sua sogra, uma mulher já idosa, terá telefonado a Georgina na altura do nascimento. Além de ter perguntado pela jovem e pela bebé, na altura recém-nascida, terá ainda pedido dinheiro. “Estás com um futebolista milionário… Querida, a ver se me envias mil euros”, terá dito. Ao que parece, Georgina não terá ficado satisfeita com este pedido e desde então não lhe fala. Chegou até a mudar de número para não receber mais chamadas indesejadas.

A mesma tia acusa ainda Georgina de ter escondido de todos os familiares a gravidade da doença do pai, impedindo, assim, a família de se despedir. “Toda a gente vai saber que tipo de pessoa ela é: uma desavergonhada!”, disse a tia da namorada de CR7.

Recorde-se que depois de ter estado na Argentina para as cerimónias fúnebres do pai, Georgina Rodriguez viajou para Portugal para assistir, ao vivo, ao Sporting-Benfica, ao lado de Cristiano Ronaldo.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]