Brawl Stars. O novo jogo que está deixar meio mundo (ainda mais) viciado no telemóvel

"Brawl Stars" fez quase nove milhões de euros na semana de lançamento, está em primeiro lugar em todos os tops e é (muito) viciante.

Depois de três anos sem novidades, a Supercell lançou um novo jogo em meados de dezembro

João Martins

Se nos últimos dias reparou numa utilização mais acentuada do telemóvel, saiba que não está sozinho. Este fenómeno alastrou-se a várias casas um pouco por todo o mundo, e está a deixar alguns pais confusos sobre o que se está afinal a passar. É por serem férias de Natal? Serão saudades dos colegas? E se a razão não for assim tão positiva?

Até ver, os pais podem ficar descansados. O aumento exponencial da utilização do telemóvel por parte das crianças e adolescentes deve-se ao lançamento do jogo “Brawl Stars” (iOS e Android) que, até ver, não causou nenhum problema — embora seja extremamente viciante, temos de admitir. Depois de três anos sem novidades, a Supercell lançou um novo jogo em meados de dezembro que está a revelar-se uma loucura generalizada.

Na primeira semana, a criadora dos jogos “Clash of Clans” e “Clash Royale” fez quase nove milhões de euros. Neste momento, “Brawl Stars” está em primeiro lugar na Apple Store e Google Play Store.

Então mas em que é que consiste exatamente este jogo? E paga-se? O que é que significa quando os miúdos dizem “estou a meio de uma batalha” — eles não podem mesmo desligar o telemóvel ou estão a mentir? Explicamos-lhe tudo.

O jogo é pago?

O jogo é gratuito, no entanto os jogadores podem optar por comprar coisas na loja — personagens ou caixas que dão prémios, por exemplo. Ainda assim, e contrariamente a outros jogos, não há necessidade de o fazer para ganhar. Resume-se tudo a uma questão de prática e de destreza.

A loja do jogo

Qual é o género do jogo?

“Brawl Stars” é uma mistura de vários géneros, mas podemos descrevê-lo essencialmente como um jogo de tiro. Há vários modos de jogo, a grande maioria de três jogadores contra outros três jogadores. É um multiplayer, portanto, sendo que é possível jogar com amigos ou desconhecidos.

Não percebi muito bem essa parte dos modos de jogo

Vamos falar sobre cada um deles, então. Quando acede a “Brawl Stars”, o jogador pode optar por entrar nos seguintes desafios:

Pique-gema (3×3): o objetivo deste desafio é juntar dez ou mais gemas. A equipa que reunir o maior número ganha, sendo que é possível “roubar” as gemas dos adversários, aniquilando-os.

Combate (sozinho ou em dupla): nesta arena de combate o objetivo é matar todos os adversários. O último jogador ou dupla ganha. Pelo meio, pode encontrar vários cubos de energia, que servem para aumentar o seu ataque e saúde.

Uma batalha na arena Pique-gema

Caça-estrelas (3×3): junte estrelas para a sua equipa ao derrotar jogadores da equipa inimiga. Quem tiver mais estrelas quando o tempo terminar ganha o jogo.

Roubo (3×3): proteja o cofre da sua equipa enquanto tenta destruir o dos adversários.

Fute-brawl (3×3): o objetivo desta arena é marcar dois golos antes da outra equipa.

Eventos especiais: modos de jogo com tempo limitado de existência.

Consoante a evolução da personagem, e os eventos especiais que estão ou não a decorrer, há um máximo de cinco jogos à escolha. Cada jogo tem uma duração média de três minutos.

“Agora não posso desligar o telemóvel”

Pede-se aos pais alguma compreensão quando os miúdos disserem esta frase. De facto não é possível sair a meio de um jogo, sendo que se o fizerem vão deixar a equipa sozinha. Como os jogos são rápidos, porém, não é preciso esperar muito tempo por eles.

Há muitas personagens?

“Brawl Stars” tem um número simpático de personagens (são os chamados Brawlers), que vão sendo adquiridas ao longo do jogo. Raramente é possível encontrá-las dentro das caixas, que vão sendo desbloqueadas à medida que vence batalhas, mais regulamente nos troféus, que também vão sendo adquiridos vitória após vitória. Neste momento há 22 Brawlers disponíveis.

As personagens chamam-se Brawlers

Tentei jogar mas não estou a perceber nada disto

Vamos por partes: em primeiro lugar o nosso conselho é que comece pelo Pique-gema, o jogo mais simples. No ecrã, que deve estar virado na horizontal, o lado direito serve para disparar e o esquerdo para mover o personagem.

Agora é iniciar o combate. Os seus adversários têm uma barra vermelha por cima, e os seus colegas uma azul. O objetivo é, claro, acertar-lhes até que a barra fique vazia.

À medida que for disparando nos inimigos, vai enchendo a caveira amarela. Este é uma espécie de poder especial que dispara balas com mais intensidade ou, no caso Brawler Poco, aumenta a saúde da sua personagem e dos seus colegas.

É possível jogar com estranhos? E falar?

É possível de facto jogar com estranhos, mas não tem de haver necessariamente uma interação. Mas pode existir — o jogo disponibiliza um chat da equipa, bem como a possibilidade de adicionar amigos, pertencer a clubes ou ver quem é que está online.

"Brawl Stars" tem um chat incorporado

O jogo é para crianças a partir de que idades?

Segundo a Supercell, maiores de 13 anos. Não é tanto pelo conteúdo do jogo, que é adequado a audiências mais novas, mas pelas compras através da aplicação e do chat. Portanto, é importante ter isso em consideração.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]