Esta mulher calça o 50 e está desesperada à procura de uns sapatos de casamento

Julie Felton tem 49 anos e está prestes a casar pela segunda vez. Problema: os seus pés têm 30 centímetros.

29 anos depois do primeiro casamento, mandar fazer sapatos à medida é muito mais caro

The Sun

Julie Felton calça o 50. Os seus pés têm mais de 30 centímetros ela mede quase dois metros. Ao “The Sun” a britânica explica que estes tamanhos são fruto de uma desordem de crescimento que teve quando era criança.

Natural de Ellesmere, no norte de Shropshire, em Inglaterra, é farmacêutica e, com 49 anos, está prestes a casar pela segunda vez. Na época dos preparativos, em que tudo se quer impecável para o grande dia, encontrar uns sapatos com a sua medida está a ser uma missão impossível. E mandar fazê-los para o seu tamanho está fora de questão, porque é demasiado caro — são mil libras, o equivalente a cerca de 1125 euros.

Os sapatos de Julie ao lado dos da sua mãe.

The Sun

“Tal como qualquer outra noiva, eu quero que tudo esteja perfeito, incluindo os sapatos”, diz, assumindo que, tanto quanto sabe, deve ser “a mulher com os maiores pés do país.” Mas não perde o otimismo: “Alguém, algures, poderá ter a brilhante ideia de saber onde poderei arranjar um bonito par de sapatos de casamento, sem pagar uma fortuna”, diz ao tabloide inglês.

O problema para encontrar os sapatos de cerimónia estende-se ao calçado do dia-a-dia. O mais normal é utilizar calçado de homem (calça mais do que o futuro marido), porque são os únicos que lhe servem.

Julie tem 1,95m. Teve uma problema de crescimento quando era criança.

The Sun

No primeiro casamento, há 24 anos, Julie calçou uns sapatos feitos à medida — muito mais baratos, na altura. Porém, depois do grande dia, tingiu-os de preto.

Contente porque o dia do casamento já não vem assim tão longe (é em abril de 2019), resta à farmacêutica encontrar uma alternativa digna do momento para os seus pés. “Mal posso esperar”, diz numa alusão à união com Steve Evans, 49 anos. “Só espero que a situação se resolva.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]