Tristeza, negação, aceitação e, por fim, seguir em frente. Não interessa quem tomou a decisão de terminar: quando um relacionamento chega ao fim, é preciso fazer o luto. Entre os fins de semana de pijama, o congelador cheio de gelados e as comédias românticas nos favoritos da Netflix, tudo se faz para se esquecer, para se pensar em tudo menos no estado da nossa vida.

Agora há mais uma coisa que pode ajudar. A revista norte-americana “Cosmopolitan” divulgou em exclusivo uma lista de canções que promete ajudar a curar um coração partido. Realizada por cientistas e psicólogos, em parceria com a Amazon Music, a Heartbreak Recovery reúne canções que acompanham as quatro fases do luto de uma relação.

Ouvir música com os seus filhos pode melhorar a vossa relação no futuro

Começa com Adele, claro — “Send My Love (To Your New Lover)” é a primeira canção da playlist, seguindo-se “Liability”, de Lorde. Na nona música animam-se os ânimos com “Single Ladies (Put a Ring on It”, de Beyoncé, na 20.ª há “Flames” (David Guetta & Sia), na 36.ª mais umas lágrimas com “Everybody Hurts” (R.E.M.).

A playlist tem 54 canções, que totalizam 3h48. Ao longo das últimas décadas, vários estudos apontam para os efeitos positivos da música. Melodias mais calmas podem ajudar a adormecer, meditar ou diminuir o stresse, canções mais animadas ajudam na prática de exercício físico.

E curar corações partidos? Investigações parecem sugerir que sim. Em 2017, um estudo publicado na revista “Scientific Reports” concluiu que chorar ao som de músicas tristes acaba por nos fazer sentir melhor — no final das lágrimas, sentimo-nos mais relaxados, aliviados e com menos stresse acumulado.