O declínio vertiginoso de Ben Affleck

Jennifer Garner levou o marido para uma clínica de reabilitação depois de dias loucos de álcool e encontros com modelos da Playboy.

É a terceira vez que Ben Affleck entra numa clínica de reabilitação

Com uma Bíblia na mão e acompanhada por uma advogada, Jennifer Garner entrou nesta quarta-feira, 22 de agosto, na casa de Ben Affleck em Pacific Palisades, Los Angeles. Ninguém sabe o que aconteceu lá dentro mas, pouco tempo depois, os três saíram de carro da propriedade. Visivelmente emocionado, o ator foi fotografado na parte de trás com a cara inchada e os olhos vermelhos.

Depois de uma breve paragem no Jack in the Box, o fast-food favorito do ator de 46 anos, seguiram para The Canyon Treatment Center, em Malibu, onde chegaram nessa mesma noite. O ator deu entrada na clínica de reabilitação, onde deverá ficar durante um “extenso período de tempo”, escreve o site TMZ.

Não é a primeira vez que Ben Affleck luta contra a dependência do álcool. Na verdade, a sua relação com a bebida é bem antiga, uma vez que em criança assistiu à luta do pai contra o vício do álcool. Em 2001 pediu ajuda pela primeira vez e foi internado numa clínica de reabilitação, no ano passado regressou.

Agora volta a ser internado, incitado pela mulher de quem está separado desde 2015. Jennifer Garner decidiu fazer uma intervenção quando, dois dias antes, viu na imprensa uma fotografia do marido a receber de um estafeta uma caixa cheia de bebidas alcoólicas.

Foi esta foto que incitou Jennifer Garner a intervir

© Max Lopes- Vasquez / BACKGRID

Foi uma semana louca para Ben Affleck. Dois dias antes, o ator tinha sido apanhado com a modelo da Playboy Shauna Sexton, de 22 anos, apenas uma semana depois de alegadamente terminar o namoro com a produtora Lindsay Shookus.

“Ela não está preocupada com quem é que ele namora”, disse uma fonte que preferiu manter-se anónima à revista “People“, referindo-se à opinião de Jennifer Garner sobre o novo relacionamento do ainda marido. “A sua maior preocupação é com a sua sobriedade e se pode confiar nele enquanto pai”.

Ben Affleck e a modelo da Playboy, Shauna Sexton

Jennifer Garner e Ben Affleck têm três filhos: Violet, 12 anos, Seraphina, 9, e Sam, 6. Depois de mais de dez anos de casamento, o casal separou-se após o ator se ter alegadamente envolvido com a babysitter das crianças.

Segundo o TMZ, Jennifer Garner chegou a casa do marido com o intuito de lhe implorar que fosse para a reabilitação. Mas não teve que o fazer: Affleck estava bem consciente de que precisava de ajuda e aceitou ser internado.

A luta do pai contra o álcool

Benjamin Geza Affleck-Boldt nasceu a 15 de agosto de 1972 em Berkeley, na Califórnia, mas passou grande para da sua infância e adolescência em Cambridge, no estado de Massachusetts. Não foi uma infância fácil: o pai debatia-se com um grave problema de alcoolismo, e estava muito longe de ser uma figura presente.

Ben Affleck tinha apenas 12 anos quando os pais, Christine e Timothy Affleck, se divorciaram. Numa entrevista a Barbara Walter em 2012, Ben Affleck admitiu que a separação foi um alívio.

“[O meu pai] era alcoólico. Eu não sabia disso quando era criança. Ele bebia muito. O meu era… como é que eles lhe chamaram?… Um verdadeiro alcoólico. Ele bebia o dia inteiro, todos os dias.”

Ainda assim, Ben Affleck admira o pai por ter conseguido superar o vício. “Ele está sóbrio há várias décadas, o que na minha opinião é impressionante.”

Em 2008, o ator também falou sobre o assunto ao “The Daily Mail“: “Ele mudou a sua vida de forma louvável. Mas ter sérios problemas com um vício tem um grande impacto — ele determina quem és e torna-se parte de ti”.

A relação conturbada com o álcool começou cedo

Ben Affleck tinha 24 anos quando entrou em “O Bom Rebelde” (1997), ao lado do amigo de infância Matt Damon. Em 1998, o ator confidenciou a um jornalista, conforme cita a Fox News, que nessa altura o álcool tornou-se num problema.

“Eu só queria parar. Comecei a arrepender-me de algumas coisas que fazia quando estava bêbado. Tem piada ser detestável ou descontrolado, mas depois é do género: ‘Eu acho que magoei os sentimentos daquela pessoa’, ‘eu envergonhei-me’, ou ‘eu não queria beijar aquela rapariga’. Eu fico praticamente sem inibições [quando bebo], e isso é perigoso para mim.”

Nessa altura, o ator decidiu simplesmente parar de beber. Mas o problema estava longe de estar resolvido: quatro anos depois, tinha então 28 anos, Ben Affleck tinha entrado novamente numa espiral de festas e de álcool. Depois de ligar a um amigo a pedir finalmente ajuda, foi posto em contacto com Charlie Sheen. O ator, bem conhecido pela sua relação conturbada com o álcool e drogas, conseguiu arranjar-lhe um quarto no Promises, um centro de reabilitação muito exclusivo em Malibu.

Durante 30 dias, Ben Affleck cumpriu à risca o programa. Quando a notícia chegou à imprensa, o agente do ator disse: “O Ben é um homem consciente e inteligente, que decidiu que uma vida plena está à sua espera sem álcool. Ele comprometeu-se a entrar num caminho mais saudável com a ajuda da sua família, amigos e fãs.”

Em 2012, o ator falou sobre essa época ao “The Hollywood Reporter“. “Eu fui para a reabilitação por ter 29 anos e andar demasiado em festas; por não ter muitos limites; e para clarificar a minha mente e tentar ter alguma ideia da pessoa que queria ser.”

A influência (muito) positiva de Jennifer Garner

Quando casou com Jennifer Garner em 2004, Ben Affleck mudou completamente o seu comportamento: deixou de ir a festas, tornou-se num homem de família e resolveu, pelo menos durante alguns anos, o seu problema com o álcool. Todos os amigos notaram (e elogiaram) as diferenças. Ben Affleck tinha finalmente assentado.

Em janeiro de 2017, o ator disse ao jornal “The Guardian“: “Acho que quando te tornas pai vês o mundo de uma forma completamente diferente, e isso é bom. Sempre tive uma ideia forte sobre os meus valores e onde é que queria chegar, mas depois comecei a ficar famoso e isso desorientou-me durante alguns anos. Quando és um jovem de 20 e poucos anos, faz parte cometer erros e aprender com eles. Eu só acabei por fazer isso à frente de toda a gente, em vez de fazê-lo em privado.”

A separação e o regresso ao álcool

Ben Affleck e Jennifer Garner foram um dos casais mais queridos de Hollywood. Em maio de 2015, porém, anunciaram que se iriam separar. Na altura, a imprensa escreveu exaustivamente sobre um alegado caso que o ator teria tido com a babysitter dos miúdos.

“Deixe-me dizer-lhe apenas isto. Nós estávamos separados há várias meses antes de eu ouvir sequer falar sobre a babysitter. Ela não teve nada a ver com a nossa decisão. Ela não fez parte da equação”, disse Jennifer Garner à revista “Vanity Fair”, em fevereiro 2016.

O casal garante que tratou da separação de forma amigável. De facto, nos anos que se seguiram foram vistos frequentemente juntos. Só que Ben Affleck voltou a ter uma relação complicada com o álcool.

Em janeiro de 2017, recorreu a uma coach para se manter sóbrio — quando foi apanhado com uma mulher loira em Los Angeles, muito se especulou sobre a possibilidade de ator ter uma nova namorada. Só que o site Page Six descobriu que afinal a mulher se chamava Elizabeth Weaver e era a fundadora da Concierge Nursing Care, uma empresa que oferecia apoio 24 horas por dia para ajudar aqueles que lutam contra o alcoolismo.

Em março desse ano, o ator voltou a ser internado numa clínica de reabilitação. A confissão foi feita pelo próprio Ben Affleck, que através do Facebook revelou ter terminado um tratamento para o vício do álcool.

I have completed treatment for alcohol addiction; something I've dealt with in the past and will continue to confront. …

Posted by Ben Affleck on Tuesday, March 14, 2017

“Completei um tratamento para o vício em álcool; algo com que lidei no passado e vou continuar a lidar. Quero viver uma vida plena e ser o melhor pai possível. Quero que os meus filhos saibam que não há vergonha em procurar ajuda quando necessário, e ser uma fonte de força para qualquer pessoa que precise de ajuda mas tem medo de dar o primeiro passo. Tenho muita sorte por ter o amor dos meus familiares e amigos, incluindo a minha parceira, Jen, que me apoiou e tomou conta dos nossos filhos enquanto eu fiz o trabalho a que me propus. Este foi o primeiro de muitos passos no sentido de fazer uma recuperação positiva.”

Na altura, a imprensa escreveu que Jennifer Garner e Ben Affleck estariam a tentar uma reconciliação quando o ator voltou ao vício do álcool. Por respeito ao marido, a atriz decidiu não avançar imediatamente com o divórcio. Um ano e cinco meses depois, Ben Affleck voltou a entrar numa clínica de reabilitação — desta vez por tempo indeterminado.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]