Se é fã de maquilhagem, tente recordar-se das últimas novidades que viu surgir no mercado. Entre elas, é bem provável que se lembre do lançamento de uma ou mais máscaras de pestanas, que prometem cada vez mais volume, extensão e um efeito XXL.

Entre máscaras à prova de água, pestanas falsas e extensões, os cílios grandes e preenchidos são uma das tendências de maquilhagem que se mantêm estação após estação.

Dão outra definição ao olhar, tornando-o mais intenso e sensual: mas o primeiro passo para aproveitar a 100 por cento as suas pestanas é mantê-las saudáveis e evitar hábitos que as danificam diariamente.

Dormir com maquilhagem

Nunca, nunca, nunca! “A pele repousa durante a noite e a maquilhagem tapa os poros. Se dormirmos sem limpar o rosto, a pele não faz a devida recuperação noturna. Aliás, mesmo que não tenhamos qualquer produto na cara, devemos sempre limpar a tez antes de dormir”, explicou à MAGG Mafalda Belo, maquilhadora profissional. No caso específico das pestanas, opte por limpar os olhos sempre com um desmaquilhante próprio, de preferência bifásico.

Para além de todos os efeitos prejudiciais para a pele, este hábito também prejudica (e muito) as pestanas. Qualquer máscara torna os cílios mais rígidos, o que faz com que estes estejam muito mais susceptíveis a quebrarem-se. Se for dormir com as pestanas maquilhadas, o mais provável é que o contacto com a almofada as parta mais facilmente do que no seu estado natural (ou seja, sem maquilhagem), quando estão mais maleáveis.

Usar o enrolador de pestanas depois de colocar máscara

Proibido. Mafalda Belo afirma que “não o podemos fazer. Se usarmos o enrolador depois da máscara de pestanas vamos partir o pelo, cortamos mesmo as pestanas”. Se desejar volume extra, use este acessório antes do produto.

Aprenda a ler os rótulos dos produtos de beleza

Extensões de pestanas

As extensões de pestanas tiveram um boom nos últimos tempos e muitas mulheres recorrem a esta solução. Desde as que até têm algum volume mas querem ter sempre o olhar impecável ao acordar até quem precisa de revirar os cílios para se notar alguma coisa, esta técnica ganhou muitas fãs.

Porém, para além de dever ser muito criteriosa na escolha do local onde realiza este procedimento (tratam-se de técnicas com recurso a produtos químicos, que podem causar-lhe alergias e outros problemas associados quando não realizadas da forma devida), a maquilhadora profissional avisa que “as extensões de pestanas enfraquecem os pelos naturais”, principalmente quando são aplicadas extensões demasiado pesadas e volumosas para os cílios iniciais.

Se não consegue abdicar desta opção, tente não fazer muitas extensões consecutivas, escolha locais de confiança e não exagere no volume aplicado, tendo em conta as suas pestanas naturais.

Esfregar os olhos

Para além de esborratar toda a sua maquilhagem, este gesto quebra as pestanas. Para além disso, Mafalda Belo avisa “que o produto pode entrar nos olhos e, em pessoas mais sensíveis, até causar problemas como conjuntivite”.

Usar produtos fora de validade

Se não bebe um iogurte que já passou de prazo, deve seguir a mesma lógica no que diz respeito à maquilhagem (e a qualquer outro produto, já agora). Uma máscara de pestanas datada ou aberta há muito tempo pode conter bactérias e causar alergias, infeções e até a perda de pelos.

Troque de máscara de três em três meses para evitar problemas e, caso tenha os olhos sempre aguados ou com comichão, pense há quanto tempo está a usar os mesmos produtos, pois pode ter chegado a hora de os deitar fora. Se o problema persistir, consulte o seu oftalmologista.

Arrancar as pestanas falsas

Principalmente para quem não consegue um efeito volumoso apenas com recurso à máscara, esta é uma solução rápida e barata para ocasiões mais especiais. Porém, com o passar das horas, muitas pestanas falsas tornam-se incómodas e há quem não consiga esperar por chegar a casa para as retirar convenientemente.

“Arrancar as pestanas falsas, e não descolar ou seguir o processo indicado na embalagem, enfraquece os cílios naturais, magoa a raiz e até a pode fazer perder pelos”, afirma Mafalda Belo.