Depois da expulsão do Cavalo e da Pérola — personagens interpretadas, respetivamente, por Jel e Diana Pereira —, o programa desta semana de “A Máscara” foi dividido em duas partes de maneira a preencher as grelhas de programação da SIC para sábado e domingo. A nova expulsão aconteceu este domingo, 12 de janeiro, que contou com um total de cinco duelos para ajudar o público a decidir o grande derrotado da noite.

Após os duelos, a decisão do público foi implacável: o Monstro, a Pantera, o Ananás, a Borboleta e o Astronauta foram os que ficaram para trás numa primeira fase do concurso. No entanto, e após uma primeira votação, os concorrentes a serem salvos foram o Monstro e a Pantera.

A escolha era, portanto, entre o Ananás, a Borboleta e o Astronauta. Os três foram novamente a duelo para uma ronda final na qual acabou por perder o Ananás.

Como já é característico do programa, nenhum membro do júri — composto por César Mourão, Carolina Loureiro, Sónia Tavares e Jorge Corrula — conhece os participantes e, por isso, o momento da expulsão é o mais aguardado da noite porque é aí que se desfaz o mistério das atuações.

“A Máscara”. O mau, o péssimo e o absolutamente terrível do novo programa da SIC

Depois de oficializada a decisão do público, o Ananás foi obrigado a tirar a máscara revelando que, por debaixo do fato, se escondia Rogério Samora. O ator é o terceiro concorrente, num total de 12, a ser eliminado desde a estreia do formato.

O programa concorrente de “Pesadelo na Cozinha”, da TVI, é conduzido por João Manzarra e é uma adaptação de uma ideia original sul-coreana que tem sido um fenómeno de audiências nos Estados Unidos — o suficiente para que também esteja a ser produzida uma versão britânica.