Quatro dias. Foi o que foi preciso para que Kayle Ward, uma modelo de 20 anos, conseguisse angariar aquilo que se espera que se estima ser já mais de 700 mil dólares (cerca de 626 mil euros) para ajudar as vítimas dos incêndios que têm devastado a Austrália. Como? Através do envio de fotografias íntimas (vulgarmente conhecidas como nudes) a todos os seguidores que doassem mais de 10 dólares (8,95€) a várias das associações de caridade escolhidas por Ward.

Segundo revela ao jornal britânico “The Guardian”, a modelo teve conhecimento dos fogos durante umas férias nas Caraíbas e não demorou muito até decidir fazer alguma coisa para ajudar.

“Eu própria doei mil dólares, mas depois apercebi-me de que tinha um número substancial de seguidores, mais de 30 mil na altura, e pensei que poderia arranjar forma de os fazer contribuir com doações para ajudar aqueles que tinham sido afetados pelos fogos”, conta.

Mas porque é que a Austrália ainda arde?

Foi na manhã de 3 de janeiro que a modelo partilhou, através da sua página oficial de Twitter, uma imagem onde surgia completamente nua juntamente com uma lista de associações para as quais os seus seguidores poderiam fazer doações. E só nesse dia conseguiu juntar mais de sete mil dólares.

“Quando acordei na manhã seguinte, aquela publicação se tinha tornado viral e tinha várias mensagens por ler. Rebentou tudo de forma muito rápida ao ponto de conseguir juntar 100 mil dólares [cerca de 89 mil euros] em pouco tempo.”

Ainda que Kayle Ward não seja capaz de contabilizar o valor total, garante que as doações podem exceder os 700 mil dólares. “Tenho uma rapariga responsável por toda a parte analítica do processo e os cálculos dela mostram que, por minuto, estou a receber cerca de 10 mensagens privadas, de pessoas reais, por minuto.”

E continua: “Mas aqui estou só a contar as pessoas que deram, pelo menos, 10 dólares. Não estou a contabilizar o valor médio porque tive muitas doações de mais de 5 mil dólares. Honestamente, acho que o número final vai superar o esperado.”

Fogos na Austrália. Seis histórias especiais que nascem da tragédia

Mas a causa é muito pessoal para a modelo, que garante saber exatamente o impacto devastador dos incêndios. “Sei exatamente de que forma é que este tipo de incêndios tem impacto na vida das pessoas [por ter testemunhado os incêndios na Califórnia, em 2018]. E como já usava o meu Twitter para vender fotografias íntimas, sabia que não estava a oferecer nada que os meus seguidores já não estivessem preparados para comprar.”

Os incêndios na Austrália já levaram várias personalidades a demonstrar solidariedade publicamente e a enviar doações para várias associações.

A humorista Celeste Barber, por exemplo, contribuiu com 40 mil dólares (35 mil euros], enquanto outras figuras como Kylie Minogue, Pink e Nicole Kidman fizeram contribuições individuais no valor de 500 mil dólares — o que equivale a cerca de 447 mil euros.