Há mais relatos de comportamentos questionáveis de Donald Trump. Desta vez, é a antiga pivô da Fox News a relatar uma história envolvendo o presidente dos Estados Unidos, que ocorreu pela altura em que este ainda era um famoso empresário de Nova Iorque.

Segundo relata Courtney Friel no livro “Tonight at 10: Kicking Booze and Breaking News“, Donald Trump terá dito a esta repórter que ela era a mais sexy do canal.  Mas há mais: “Do nada, ele disse: ‘Devias vir até ao meu escritório um dia destes, para nos podermos beijar”, escreveu Frield nas suas memórias.”Donald, creio que somos os dois casados”, terá respondido. 

Para Courtney Frield, esta situação influenciou o seu trabalho pela altura da candidatura do Trump ao cargo de presidente: “Esta proposta dificultou a minha comunicação direta sobre a eleição de Trump para a presidência”, escreveu.

Em causa estaria a sua consciência sobre estes comportamento de má conduta sexual: “Enfureceu-me saber que ele ia chamar mentirosas a todas as mulheres que compartilhassem relatos sobre os seus avanços ousados. Eu acredito totalmente neles [nos relatos].”

“All The President’s Women”. 3 histórias que mostram como é que Donald Trump tratava as modelos nos anos 90

A jornalista faz também troça da situação: “Ao menos agora posso brincar e dizer que poderia ter tido relações com o presidente — mas que recusei.”

Não está especificada a altura em que Trump terá feito esta proposta a Courtney. A jornalista teria pela altura 39 anos, sendo que trabalhou como pivô do canal durante seis anos, até 2013 — seguindo posteriormente para a KTLA, em Los Angeles, onde permanece até agora. 

Até ao momento, já mais de 20 mulheres acusaram Trump de má conduta sexual, desde o início de 1980 até 2016, relata o “The Independent“. A Casa Branca desmentiu todas as acusações, exceto esta que ainda não comentou. Sobre as restantes, o presidente chegou a dizer que algumas das mulheres não eram suficientemente atraentes para que este quisesse ter relações sexuais com elas.