Cinco dias após a estreia de “O Irlandês” na plataforma de streaming Netflix (em Portugal, o filme não chegou aos cinemas), o realizador Martin Scorsese deixou um pedidos à audiência. Em conversa com Peter Travers, crítico de cinema da revista “Rolling Stone”, o homem por detrás de clássicos como “Todos Bons Rapazes” ou “Taxi Driver”, disse: “Sugiro que, se algum dia quiserem ver um dos meus filmes, ou quase todos os meus filmes, por favor, por favor, não o façam no telemóvel.”

Por incrível que pareça — tendo em conta que o filme tem três horas e meia — há quem o faça. Nas redes sociais, há quem se mostre a ver o filme em ecrãs pequenos — como o smartwatch —, enquanto outros se mantêm fieis ao ecrã original.

Por causa da extensão do filme (que inclui no elenco Robert DeNiro, Al Pacino ou Joe Pesci), há também quem deixe guias que partem as três horas e meia numa espécie de minissérie.

Numa entrevista à “Entertainment Weekly”, Scorsese rejeita esta divisão de “O Irlandês”: “O ponto do filme é a acumulação de detalhes. É um efeito cumulativo, que se acumula até ao final do filme — o que quer dizer que o espectador tem a oportunidade de ver do início ao fim, de uma só vez. Uma série é ótima. É maravilhosa. Podem desenvolver-se personagens, tramas e recriar mundos. Mas este [filme] não é adequado para isso”.

Apesar de ainda não se conhecerem números, o aclamado realizador está a receber as melhores críticas de sempre com “O Irlandês” — filme em que foi utilizada tecnologia de ponta para contar a história, num orçamento que terá rondado os 125 milhões de euros.

Mas há sempre quem aponte pontos negativos. Houve quem considerasse que a história ofereceu tempo de exposição demasiado limitado às estrelas femininas, como a atriz Anna Paquin, que interpreta a filha (já adulta) de DeNiro: surge apenas durante dez minutos, falando apenas cerca de sete palavras, escreve o “The Guardian.”

Em entrevista ao “USA Today”, DeNiro defendeu a decisão do realizador, avançando que este silêncio fazia mesmo parte do objetivo da personagem. “la era muito poderosa e foi isso que aconteceu”, disse o ator. “Ela é ótima e isso ressoa”, acrescentou.